MENU

Mano fecha treino para lavar roupa suja e armar o time

Mano fecha treino para lavar roupa suja e armar o time

Atualizado: Sexta-feira, 26 Março de 2010 as 12

O "tudo ou nada" no clássico contra o São Paulo, projetado pelo técnico Mano Menezes, ganhará ares de mistério nesta sexta-feira. Depois de reconhecer o momento ruim do Corinthians, assumir os erros e prometer mudanças, o treinador comandará um trabalho fechado para torcida e imprensa, no Parque São Jorge, para armar a equipe que tentará continuar viva na briga pela classificação às semifinais do Campeonato Paulista. Antes, os jogadores podem preparar os ouvidos para a discussão dos problemas que impedem o Alvinegro de engrenar em 2010.

O trabalho começará por volta das 15h30m, com um bate-papo. Mano quer ouvir o posicionamento do grupo em relação aos erros e possíveis reclamações sobre o trabalho. Entretanto, dará prioridade à cobrança pessoal e direta sobre jogadores que ele considera estarem muito abaixo do esperado.

Em seguida, partirá para o campo e ensaiará algumas alterações táticas e da formação. Por enquanto, nenhuma pista. Após a derrota para o Paulista, na Arena Barueri, o técnico admitiu que alguns atletas estão devendo e que, a partir de agora, passará a manter por mais vezes uma formação, fugindo do rodízio implantado nos primeiros jogos.

Para mexer, Mano conta com o retorno de jogadores importantes. O zagueiro William e o atacante Dentinho, recuperados de problemas na coxa direita, são nomes certos. O mesmo acontece com o meia Danilo, poupado na rodada passada. O técnico espera também pelo lateral-direito Alessandro, outro com uma lesão na coxa direita. Ele treinou no gramado na quinta-feira, mas ainda não foi confirmado.

A maneira de jogar pode mudar. O treinador está em dúvida se manda a campo uma formação mais ofensiva, com dois armadores, ou se adota o estilo de jogo usado na Taça Libertadores, com três volantes e apenas um na criação. Morais perderá o lugar para Danilo pela baixa produção diante do Paulista. Tcheco também corre riscos de ser substituído por Jucilei ou Dentinho.

- Às vezes, as coisas não acontecem bem. Nessa hora, é necessário achar o ponto de equilíbrio para tentar corrigir as coisas sem destruir aquilo que você já tem feito – afirmou o comandante.

O ataque preocupa. O Timão marcou apenas 21 gols em 16 rodadas, pior desempenho entre os dez primeiros colocados do Estadual. Apesar disso, Ronaldo e Jorge Henrique devem permanecer. O segundo, aliás, pode aparecer no meio-de-campo caso Dentinho, artilheiro da equipe (seis gols), ganhe nova oportunidade.

Por: Carlos Augusto Ferrari

veja também