MENU

Mano Menezes: tudo ou nada contra o São Paulo

Mano Menezes: tudo ou nada contra o São Paulo

Atualizado: Quinta-feira, 25 Março de 2010 as 12

Não bastassem o desempenho ruim, as duas derrotas consecutivas e a saída do G-4 do Campeonato Paulista, o Corinthians terá pela frente no próximo domingo, às 16h, no Pacaembu, nada menos que o São Paulo, seu grande rival nos últimos anos. Faltando três rodadas para o final da primeira fase, o técnico Mano Menezes garante que o Timão jogará uma verdadeira decisão para não se complicar ainda mais na briga por uma vaga nas semifinais.

- Clássicos não são vencidos ou perdidos na véspera. Tenho certeza de que as equipes estarão muito fortes porque envolve essa tradição, a rivalidade das torcidas e a necessidade. O São Paulo está com uma folga maior na tabela, podendo administrar melhor. Nós temos que jogar tudo ou nada - afirmou o comandante.

Mano, aliás, conta com o incentivo da torcida para superar o momento difícil. Curiosamente, os torcedores vaiaram o time na saída de campo após a derrota por 1 a 0 para o Paulista, na Arena Barueri. O tumulto continuou na ida dos jogadores para o ônibus. Cobrado, o atacante Ronaldo fez um gesto obsceno para eles, mostrando o dedo médio e os deixando revoltados.

- Vamos estar fortes como o apoio do nosso torcedor, mesmo deixando a desejar nos dois últimos jogos. Ele (torcedor) pode ter certeza de que vamos fazer um grande clássico no domingo e lutar pelo resultado até o final - acrescentou.

Corinthians e São Paulo, aliás, estão em situações parecidas. O Tricolor foi derrotado pelo Bragantino e perdeu a chance de praticamente se classificar às semifinais. O clube está em terceiro lugar, com 30 pontos, quatro a mais que o Timão. No entanto, assim como o Alvinegro, vem em boa fase na Libertadores, praticamente assegurado nas oitavas de final.

- Provavelmente, São Paulo e Corinthians encaminharam a temporada, mais ou menos, de forma parecida. O São Paulo já vem jogando muitas Libertadores e sabe como deve conduzir uma situação. O Corinthians veio para jogar com um conhecimento de causa. Isso faz com que tenhamos alguma dificuldade inicial, mas o trabalho vai surtir efeito logo ali na frente - completou o treinador.

Por: Carlos Augusto Ferrari

veja também