MENU

Mano repete cobrança sobre o atacante Ronaldo

Mano repete cobrança sobre o atacante Ronaldo

Atualizado: Quarta-feira, 5 Maio de 2010 as 9:17

Na semana passada, na véspera do primeiro jogo do Corinthians com o Flamengo, pelas oitavas de final da Taça Libertadores da América, Mano Menezes disse que havia chegado "o momento de Ronaldo ser Ronaldo". Não deu certo. Agora, um dia antes da segunda partida, o técnico alvinegro aumentou a pressão sobre o atacante.

Ao ser questionado sobre as condições e expectativas sobre o Fenômeno, o comandante do Timão evitou fazer promessas. Pelo contrário.

- Temos que esperar o jogo. Não podemos mais ficar fazendo promessas. Chegou a hora mesmo de o Ronaldo dar uma resposta forte. E ele tem condições para isso - comentou Mano Menezes, que ainda não revelou se vai mudar do esquema 4-4-2 para o 4-4-3, com Jorge Henrique no lugar de um meia ou de um volante.

Da mesma maneira que coloca pressão em Ronaldo, o técnico do Timão alivia quando atribui à má fase do atacante a falta de criatividade da equipe. Especialmente na derrota para o Flamengo, por 1 a 0, no estádio do Maracanã. É verdade que no primeiro tempo a chuva atrapalhou a partida, mas no segundo...

- Todos nós sabemos que quando se faz um trabalho mais forte (como o físico com Ronaldo nas últimas semanas), o resultado aparece. Se não aparece logo de cara, surge mais adiante. Mas também tem o lado da equipe. Com o time atuando melhor, o Ronaldo também vai atuar - finalizou o treinador.

Para avançar às quartas de final da Libertadores e encarar o vencedor de Alianza Lima x Universidad de Chile, o Corinthians precisa vencer o Flamengo por dois gols de diferença. Ou então devolver o 1 a 0 e levar a decisão para os pênaltis.

Por Leandro Canônico

veja também