MENU

Marcão reclama da anulação de seu gol e diz que a catimba foi premiada

Marcão reclama da anulação de seu gol e diz que a catimba foi premiada

Atualizado: Quinta-feira, 9 Dezembro de 2010 as 2:22

Autor de um gol que foi anulado na prorrogação – o árbitro Oscar Ruiz marcou impedimento de Rafael Moura, que estava próximo na jogada – Marcão criticou a arbitragem da partida em que o Goiás foi derrotado por 3 a 1 (5 a 3 nos pênaltis) pelo Independiente, na última quarta-feira, em Avellaneda. O título da Copa Sul-Americana ficou nas mãos dos argentinos, que agora vão disputar a Libertadores de 2011.

- Acho que não começamos bem a partida, mas o time se acertou no intervalo e voltou melhor. Meu gol foi muito mal anulado, o goleiro deu rebote, o Rafael parou para mostrar que não estava participando da jogada, e o bandeira marcou, meio suspeito, porque teve lance parecido pra eles que não deram nada. A arbitragem usou dois pesos e duas medidas – reclamou o jogador.

Durante a madrugada de terça para quarta, a torcida do Independiente soltou fogos e fez bagunça na porta do hotel do Goiás, tentando desestabilizar e atrapalhar o sono do grupo. O de Marcão conseguiram tirar.

- Eu não dormi a noite toda. Mas mostramos nosso preparo no jogo, teve uma hora em que eles estavam pedindo para a prorrogação acabar. Não teve política de boa vizinhança. Quando joguei aqui em 2008, contra o Estudiantes (pelo Internacional), não teve problema nenhum. O que aconteceu aqui agora foi algo de um time que estava com medo, e a catimba acabou sendo premiada.     fonte: Globoesporte.com   

veja também