MENU

Marcelo Bastos luta pelo bi na nona edição do Mundial de Skate Vertical

Marcelo Bastos luta pelo bi na nona edição do Mundial de Skate Vertical

Atualizado: Segunda-feira, 28 Fevereiro de 2011 as 4:08

- Não imaginava que pudesse ser campeão mundial. Foi no Mundial de Skate Vertical que me deu o clique de que era possível, já que foi a primeira competição de nível internacional que ganhei, competindo com os principais skatistas do mundo.

O atleta começou no circuito profissional em 2008 e teve seu primeiro contato com o skate com apenas 15 anos.

- Meu primeiro esporte foi o iatismo. Cheguei a disputar o campeonato brasileiro de optimist e fui até campeão paulista. Um dia um amigo que velejava comigo me emprestou seu skate e, depois disso, não quis saber de outra coisa. Larguei a vela e abracei a pranchinha - conta o atleta, hoje com 23 anos.

Morando atualmente em San Diego (EUA), Bastos descobriu sua paixão por outro esporte radical, o snowboard.

- O curioso é que a modalidade de que mais gosto no snowboard é o park, enquanto, no skate, só curto o vert mesmo - diz.

Para a nona edição do Mundial de Skate Vertical, Marcelo promete novidades.

- Aprendi recentemente umas manobras de 720° que pretendo encaixar no campeonato.

Outros brasileiros prometem dar bastante alegria ao público. Entre eles, vale citar o pentacampeão mundial Sandro Dias, o bicampeão mundial Bob Burnquist e o jovem talento Pedro Barros, de 15 anos. As estrelas internacionais do Mundial de Skate Vertical serão os americanos Andy Macdonald, Danny Mayer, Elliot Sloan, Alex Perelson e Anthony Furlong. Também estarão no Rio o australiano Renton Millar, o inglês Paul Luc Ronchetti e o francês Jean Post.

O Mundial de Skate Vertical é considerado um dos eventos de esporte radicais mais duradouros do Brasil. No calendário oficial da Cidade do Rio de Janeiro há nove anos, o campeonato é um dos eventos mais aguardados do verão carioca. Há anos tem sua estrutura montada no Parque dos Patins, contando com a beleza da Lagoa e do Corcovado como cenário para manobras radicais. Na primeira edição, em 2002, o título ficou com Sandro Dias, o Mineirinho. Em 2003, o dinamarquês Rune Glifberg se tornou o primeiro estrangeiro a vencer o torneio. Por causa de uma mudança de datas, o campeonato não aconteceu em 2004, sendo realizado em janeiro de 2005 com vitória de Bob Burnquist. O ano de 2006 marcou o tricampeonato do skatista carioca.

Já em 2007, Sandro Dias voltou a brilhar. Bob Burnquist levou o quarto título do Mundial de Skate Vertical em 2008. O skatista Renton Millar desbancou a hegemonia brasileira em 2009 e, em 2010, o título ficou com o paulista Marcelo Bastos. O Mundial de Skate Vertical terá transmissão da final do skate individual no domingo, dentro do Esporte Espetacular, da TV Globo.    

veja também