MENU

Marcos Assunção desmente Tirone: 'Não conversamos sobre renovação'

Marcos Assunção desmente Tirone: 'Não conversamos sobre renovação'

Atualizado: Domingo, 15 Maio de 2011 as 9:27

Pego de surpresa, Marcos Assunção desmentiu o presidente do Palmeiras, Arnaldo Tirone, que tornou publico o salário do jogador e detalhes de uma negociação para renovar seu contrato. Em entrevista para o “Jornal da Tarde”, o mandatário alviverde disse que Assunção estaria solicitando R$ 250 mil por mês, quase o dobro do que ganha atualmente – R$ 130 mil. O atleta desconhecia a declaração e negou ter tido qualquer conversa com a diretoria do clube sobre sua renovação. Ele afirmou não saber como o presidente chegou à quantia.     - Esse valor de R$ 250 mil é muito alto. Se fossem uns dez mil a mais, até passava, mas isso é demais. Não tivemos essa reunião e não faço a mínima ideia de que lugar ele tirou esse valor. Só não quero passar por mentiroso, então peço que perguntem isso ao Tirone, porque não tivemos nenhuma conversa olhando um no olho do outro - disse o jogador ao Globoesporte.com .

Marcos Assunção quer encerrar a carreira no Palmeiras  (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)    

Procurado pela reportagem, o presidente Tirone não atendeu às ligações. A caixa de mensagens dele está lotada.

Informado sobre o teor da entrevista do mandatário, Assunção chegou a duvidar das declarações sobre a suposta negociação. O volante evitou comentar a publicação de seu ordenado.

- Não acredito que ele tenha falado algo assim. Não quero comentar porque podem interpretar mal e causar uma polêmica. Temos de resolver essa questão internamente. Prefiro discutir com o meu empresário sobre o que realmente foi dito.

A hesitação do jogador em falar sobre o caso se explica. Ainda chateado com a recente acusação de levar informações do elenco à diretoria , ele não deseja ser protagonista de uma polêmica e reafirma a vontade de se aposentar defendendo o Palmeiras.

- Já falei diversas vezes que tenho esse desejo de encerrar minha carreira aqui, porque trato bem as pessoas e elas também me tratam assim. É estúpido quem falou que sou dedo-duro. Todos se respeitam no Palmeiras. Se tivesse alguma coisa me incomodando, eu seria o primeiro a pedir para sair. Se pintar mais uns dois anos de contrato, será ótimo. Acho que ainda estarei com uma condição física boa, porque não quero parar me arrastando em campo.

Surpreso com a notícia, Marcos Assunção preferiu sair em defesa do mandatário palmeirense.

- O Tirone é uma pessoa muito honesta, séria e inteligente. Ele merece muito respeito. Ainda não tivemos qualquer tipo de conversa sobre minha renovação. Mais ou menos dias, teremos essa reunião. Eu, ele e meu empresário.        

veja também