MENU

Marin Cilic bate Roddick em cinco sets e avança às semifinais do Australian Open

Marin Cilic bate Roddick em cinco sets e avança às semifinais do Australian Open

Atualizado: Terça-feira, 26 Janeiro de 2010 as 12

Maric Cilic sofreu para derrotar um lesionado Andy Roddick, mas após cinco sets e 3h50m de jogo, enfim conquistou uma vaga para as semifinais do Australian Open. Sua primeira classificação entre os quatro melhores de um Grand Slam veio por 7/6(4), 6/3, 3/6, 2/6 e 6/3.

O resultado é também a décima vitória seguida do croata este ano. Antes do Grand Slam australiano, ele conquistou o título do ATP 250 de Chennai, na Índia. Ao mesmo tempo, Cilic quebrou a série de Roddick, que tinha nove triunfos consecutivos.

O tenista de 21 anos, atual 14º colocado no ranking mundial, agora espera o jogo entre Rafael Nadal e Andy Murray para saber quem será seu próximo adversário.

Começo nervoso

A partida começou com os dois tenistas atuando de forma conservadora, sem muitos riscos. nenhum dos dois partiu para a pancadaria, e o jogo teve muitas trocas de bola. Sem muitos break points, a disputa seguiu igual até o 11º game, quando Cilic enfim chegou a uma quebra de vantagem. Sacando para o set, porém, o croata vacilou e Roddick devolveu a quebra, forçando o tie-break. O game de desempate foi nervoso, com os dois cometendo falhas bobas. Melhor para Cilic, que conseguiu um mini-break no nono ponto, abriu 5/4 e, com uma direita vencedora na paralela, fechou a parcial em 7/4.

No intervalo, Roddick pediu a presença do fisioterapeuta em quadra, se queixando de dores no ombro direito. Após o tempo médico, em que o americano recebeu massagem no local, o número 7 do mundo voltou à quadra e quebrou o saque de Cilic no terceiro game do segundo set.

Logo ficou claro, porém, que Roddick estava longe das condições ideais. Cilic conseguiu a quebra em seguida e, mesmo sem mostrar um tênis brilhante, venceu mais três games seguidos para abrir 5/2. No nono game, o croata confirmou mais uma vez seu serviço e, com um slice vencedor na paralela, abriu 2 sets a 0.

O número 14 do mundo, no entanto, não jogava tão bem, e bastou um game bom de Roddick para que o americano quebrasse o saque do adversário no segundo game do terceiro set. Desta vez, o americano tomou conta de seus games de saque com eficiência, perdendo apenas seis pontos na parcial, e levou a vantagem até o fim: 6/3.

A torcida empurrava o americano, e Cilic sentia a pressão de ter de superar um adversário lesionado. Nervoso, o croata mandou uma esquerda para fora e perdeu seu serviço logo no primeiro game do quarto set. Curiosamente, o problema físico deixou Roddick mais solto e agressivo em quadra, e a combinação deu certo. Com o oponente instável, o americano encaixou dois winners seguidos - uma direita e uma esquerda paralelas - e voltou a vencer no saque de Cilic para abrir 3/0. Em oito games, o número 7 do mundo forçou a disputa do quinto set.

A reação do americano parou por aí. Roddick ainda teve três chances de quebra no primeiro game da paralci decisiva, mas Cilic anotou cinco pontos seguidos e começou assim sua reação rumo à vitória.

veja também