MENU

Marizete e Zeferina buscam o bi na Maratona de São Paulo

Marizete e Zeferina buscam o bi na Maratona de São Paulo

Atualizado: Quarta-feira, 28 Maio de 2008 as 12

Marizete e Zeferina buscam o bi na Maratona de São Paulo

 

As duas atletas querem retomar a hegemonia na prova para o Brasil

 

Duas corredoras brasileiras vão em busca do bicampeonato na Maratona Internacional de São Paulo. A goiana Marizete de Paula Rezende e a mineira Maria Zeferina Baldaia confirmaram participação na prova de domingo, que terá largada na Avenida Jornalista Roberto Marinho, próximo à nova Ponte Estaiada, e chegada 42.195 metros depois na região do Ibirapuera. O evento terá ainda corridas de 4,5 e 10 km e uma caminhada de 4,5 km.

Além do bicampeonato, as duas atletas querem retomar a hegemonia brasileira na prova feminina, perdida há dois anos. A última brasileira a ganhar foi a catarinense Márcia Narloch, em 2005.

Campeã da edição de 2001, Marizete está entre as favoritas, apesar de esta ser a sua primeira competição do ano. Ela sofreu uma fratura por estresse no quadril e passou janeiro e fevereiro em tratamento médico. "Foi a contusão mais complicada de minha carreira. Tenho uma perna menor do que a outra e estou me adaptando ao uso de uma palmilha especial para compensar o problema", contou. "Mesmo sem parâmetro, quero ver se consigo fazer uma boa prova."

Marizete é casada com o Diamantino dos Santos, campeão da Maratona de São Paulo em 1998 e seu técnico. Ela só entrou nas competições aos 20 anos. Antes disso, trabalhou como secretária, babá e recepcionista. Entre seus principais títulos estão o da Corrida de São Silvestre (2002), da Maratona de Porto Alegre (2001) e da Meia Maratona do Rio de Janeiro (2006). Em 2006, ficou com o vice-campeonato da Maratona de São Paulo e, no ano passado, foi vice-campeã da São Silvestre.

Já Maria Zeferina, campeã da Maratona de São Paulo de 2002, também está entre as grandes favoritas. Ganhadora da Meia Maratona de Milão, a Stramilano, com 1h13min50s, em abril, ela não conseguiu vaga na equipe olímpica por pouco mais de um minuto. Ela obteve o índice B, em Hamburgo, com 2h38min37s. "Meu sonho era ir para a Olimpíada e infelizmente não consegui a marca exigida na maratona por muito pouco. Estou me sentindo muito bem e por isso faço questão de correr em São Paulo", disse a atleta, recordista da prova paulistana com 2h36min07s.

Ela teve uma recuperação muito boa da prova alemã, disputada dia 28 de abril, segundo o técnico Cláudio Castilho. "Ela está muito confiante e tenho certeza de que fará uma boa competição", comentou o treinador.

Ex-cortadora de cana, Baldaia corre desde os 13 anos. A atleta entrou para a elite do atletismo ao vencer em 2000 a Maratona Internacional de Curitiba. Em seu currículo destacam-se os títulos da Corrida de São Silvestre (2001) e da Volta da Pampulha (2001). No ano passado, terminou em terceiro lugar na São Silvestre.

A chegada da maratona e dos 10 km será na região do Ibirapuera, enquanto a provas de 5 km e da caminhada terminarão na Avenida Jornalista Roberto Marinho.

veja também