MENU

Marquinhos afirma que sua motivação é vestir a camisa do Avaí

Marquinhos afirma que sua motivação é vestir a camisa do Avaí

Atualizado: Sábado, 14 Maio de 2011 as 9:03

Ele soube que entraria em campo apenas quatro horas antes de a bola rolar. Ficou ansioso, afinal, queria ajudar o time contra o São Paulo, mas dependia de um efeito suspensivo do STJD para ganhar condição de jogo. Quando pisou no gramado da Ressacada e viu seu pedido atendido, Marquinhos Santos, o camisa 10 do Avaí, colocou o coração na ponta da chuteira.

O resultado dessa doação, todos sabem: vitória por 3 a 1 e classificação assegurada às semifinais da Copa do Brasil.

Marquinhos ainda vibra com o triunfo: - Como jogador, eu me sinto com o dever cumprido e, como torcedor, glorificado. Ao fim do jogo, agradeci a cada um dos meus companheiros. Fiz o que todo torcedor avaiano gostaria de fazer - destacou.

Marquinhos sabe o que diz. É o representante da torcida dentro e fora de campo e não esconde de ninguém a paixão pelo clube. A maior prova foi dada no Campeonato Brasileiro do ano passado. O time corria o risco de ser rebaixado para a Série B e Marquinhos, defendendo o Santos, pediu para não enfrentar a equipe que o revelou. Assistiu ao jogo de um camarote da Ressacada e vibrou muito com a permanência na Série A. Os santistas não gostaram da atitude de Marquinhos e, dias depois, ele acabou sendo emprestado ao Avaí.

Essa maneira diferente de encarar e tentar resolver os problemas vividos pelo Leão fazem dele um jogador especial. E o próprio Marquinhos reconhece a importância do seu papel dentro do clube:

- A minha motivação é botar a camisa do Avaí, defender a equipe que eu gosto.

Agora, o camisa 10 se prepara para uma nova batalha: enfrentar o Vasco pelas semifinais da Copa do Brasil. Na avaliação do ídolo avaiano, o adversário entra na disputa como favorito.

- O favorito é o Vasco, nós os respeitamos, mas não vamos temer. Vamos jogar de igual para igual. É uma equipe de Série A, muito bem treinada, que se organizou no Campeonato Carioca e tem qualidades. Cabe a nós tentar surpreendê-los - disse.

Após eliminar o Botafogo e o São Paulo, times de tradição no futebol brasileiro, o Avaí, de Marquinhos, quer fazer história. Ganhar a Copa do Brasil e disputar a Libertadores da América. Nada impossível para uma equipe que aprendeu a vencer desafios e superar a desconfiança dos rivais:

- São jogos difíceis e, se quisermos ter sucesso, temos que jogar sempre no limite, colocando o coração no bico da chuteira, brigando muito em cada bola. E dessa forma que vamos encarar o Vasco.          

veja também