MENU

mata-mata é hora de sacrifício

mata-mata é hora de sacrifício

Atualizado: Domingo, 27 Junho de 2010 as 10:03

  imprimir

Robinho sorri durante coletiva em Joanesburgo

(Foto: Thiago Lavinas / GLOBOESPORTE.COM)  

Um desconforto muscular tirou Robinho do duelo contra Portugal, na última sexta-feira, pela última rodada da fase de grupos da Copa do Mundo. Como o Brasil já estava classificado, Dunga decidiu poupar uma das suas principais estrelas. Mas a partir de agora, desfalque só aqueles que realmente não estiverem em condições. É assim que pensa o próprio Robinho. Jogador que mais atuou e um dos artilheiros da era Dunga, o atacante do Santos avisou que nos jogos eliminatórios, como o desta segunda-feira, contra o Chile, pelas oitavas de final, ele estará em campo de qualquer maneira. Nem que seja necessário um sacrifício.

- Senti uma pequena dor, mas se fosse um jogo mais decisivo eu poderia ter jogado. É uma Copa do Mundo e dá para ir no sacrifício, porque são só sete jogos. Como não era uma decisão, a comissão técnica optou por eu ficar fora para chegar bem na reta final do Mundial - afirmou o camisa 11 da seleção.

Um dos mais experientes da atual seleção brasileira, Gilberto Silva concorda com Robinho. Para o volante, que está em sua terceira Copa do Mundo, o momento é de jogar com força máxima. Tudo para voltar ao Brasil com o sexto título mundial.

Vamos fazer de tudo pelo nosso objetivo. Não temos de nos focar em outra coisa" Gilberto Silva - Agora é o momento de todos nós nos sacrificarmos. Vamos fazer de tudo pelo nosso objetivo. Não temos de nos focar em outra coisa - comentou o volante.

Para o duelo desta segunda-feira, às 15h30m (de Brasília), no estádio Ellis Park, o técnico Dunga tem duas preocupações: Felipe Melo e Julio Baptista. O primeiro sofreu uma pancada no tornozelo esquerdo e o segundo no joelho esquerdo. Ambos seguem como dúvida para a partida válida pelas oitavas de final.

Por outro lado, o comandante da seleção brasileira terá o retorno de Kaká, suspenso do jogo com Portugal, e provavelmente também poderá contar com Elano, que se recupera de uma pancada no tornozelo direito, sofrida na vitória por 3 a 1 sobre a Costa do Marfim, na segunda rodada do Mundial.

    Por Leandro Canônico, Márcio Iannacca e Thiago Lavinas

Direto de Joanesburgo, África do Sul

veja também