MENU

"Melhor do Rio", Vasco vence Resende e assegura vaga nas semifinais

"Melhor do Rio", Vasco vence Resende e assegura vaga nas semifinais

Atualizado: Sexta-feira, 5 Fevereiro de 2010 as 12

Dodô se deu até ao luxo de desperdiçar um pênalti, mas nem isso foi capaz de ameaçar o predomínio do Vasco diante do Resende, na noite desta quinta-feira, dia 4, em Volta Redonda. Mesmo sem o brilho das últimas rodadas, o time de São Januário venceu por 1 a 0 e assegurou vaga para as semifinais da Taça Guanabara, tendo a melhor campanha entre todas as equipes do Estadual.

Foi a sexta vitória em igual número de partidas do Vasco na competição, único com 100% de aproveitamento. O time dirigido por Vagner Mancini chegou aos 18 pontos no Grupo B e abriu seis de vantagem para o Madureira, terceiro colocado. O Botafogo, vice-líder, tem 15.

"Hoje o jogo foi amarrado, primeiro pelo campo, que não é bom. Mas prefiro falar da virtude do meu time. Tivemos coragem e ousadia em muitas jogadas. Às vezes não dá certo, mas o mais importante é tentar. A vitória hoje vai fazer a gente chegar com tudo nas semifinais", disse o meia Carlos Alberto.

Nas arquibancadas do Raulino de Oliveira, o torcedor, que não chegou a lotar o estádio, mas esbanjou animação, já começou a provocar o rival Flamengo, pensando em um possível confronto contra o líder da outra chave na fase decisiva do primeiro turno. "O Urubu, pode esperar, a sua hora vai chegar", diziam os torcedores.

Com Carlo Alberto de volta após se recuperar de lesão, Vagner Mancini pode contar com o trio formado pelo meia, Philippe Coutinho e Dodô. Foi justamente uma triangulação entre eles que resultou em pênalti no "Artilheiro dos gols bonitos". Contudo, Dodô, que sofreu a penalidade ao receber em posição duvidosa, mandou na trave, aos 6min.

Assista aos gols da partida:

Foi uma espécie de aquecimento. Onze minutos depois, outro pênalti a favor do Vasco, que resultou na expulsão do zagueiro do Resende Nailton. Após conversa com Carlos Alberto, Dodô novamente pegou a bola e cobrou no cantinho, chegando a sete gols no Estadual.

"Eu treino para bater e tenho confiança. Bati bem o primeiro, mas o campo está irregular e a bola saiu da direção. Tanto que cobrei o segundo da mesma forma e a bola entrou", disse Dodô.

Com um a mais e em vantagem numérica, o Vasco se acomodou. Embora tenha ficado com a bola nos pés, o time foi pouco objetivo. Elder Granja, que estreou como titular da lateral direita, foi apenas tímido no apoio. "Insistimos muito pelo meio e o Resende está fechado. O Marcio Careca e o Elder Granja estão afunilando", analisou Vagner Mancini.

Mais fechado foi como o Resende, com apenas seis pontos e sem chance de classificação, voltou para a segunda etapa. "Estamos com um a menos a precisamos ao máximo evitar dar espaços ao Vasco", disse o técnico Marcelo Buarque.

Para furar o bloqueio, o Vasco apostou na rápida troca de passes e nos arremates de fora da área, que se sucederam. Dodô, Carlos, Alberto, Léo Gago, Marcio Careca, Philippe Coutinho e Magno tentaram, mas só assustaram Cléber.

Aos 36min, o Resende teve Vinicius expulso, após falta violenta em Elder Granja, deixando o time com menos dois. A torcida vascaína pediu "mais um". Dodô até tentou, mas mandou para fora aos 42min. Sem reclamar, os torcedores aplaudiram o desempenho da equipe e deixaram o estádio aos gritos de "Não é mole não, aqui no Rio ninguém ganha do Vascão".

O Vasco finaliza sua participação nesta primeira fase no domingo, às 17h, diante do Madureira, em São Januário. No mesmo dia e horário, o Resende enfrenta o Botafogo no Engenhão.

veja também