MENU

Mercedes refuta hipótese de ceder motores a mais equipes

Mercedes refuta hipótese de ceder motores a mais equipes

Atualizado: Quarta-feira, 9 Junho de 2010 as 11:34

Na contramão das principais equipes da Formula 1, a Mercedes pretende passar a pensar a longo prazo se quer continuar a fornecer motores a outras escuderias. Pelo menos é o que pensa o chefe do time alemão, Ross Brawn, que vê a quantidade de motores produzidos como um problema para que se coloque em prática essa medida.

A fábrica da Mercedes tem acordo atualmente com a McLaren e a Force India para o abastecimento de motores a essas equipes rivais, além de municiar a própria Brawn GP, campeã de 2009. A Red Bull tentou um acordo ainda para este ano, visando compara-lo com seu atual monoposto, cuja engenharia é da francesa Renault.

Em entrevista à revista italiana Autosprint, Brawn revelou, no entanto, não acreditar na possibilidade de concretizar a ação, por ver que a equipe já cede motores em demasia a outros times.

''Na minha opinião, como construtores, nós precisamos pensar a longo prazo antes de adicionar outra agremiação à nossa lista. Acho que estamos no limite tanto de suprimentos como fornecimentos. Precisamos ver que sempre há uma empresa para vender seus motores, e não é o dever de uma fabricante de automóveis'', explicou.

Além da Mercedes, a Ferrari cede motores para a Sauber e a Toro Rosso, além de seus próprios carros. A Renault fornece para a Red Bull, líder do campeonato até então com Mark Webber, enquanto a Mercedes tem como melhor posição um segundo lugar, com Jenson Button, da McLaren. Nico Rosberg e Michael Schumacher, da escuderia alemã, são oitavo e nono colocados, respectivamente.

veja também