MENU

Mesmo após punição e perder pódio, Ferrari apoia agressividade de Alonso

Mesmo após punição e perder pódio, Ferrari apoia agressividade de Alonso

Atualizado: Segunda-feira, 11 Abril de 2011 as 9:47

Mesmo após perder um pódio certo e ser punido no GP da Malásia, Fernando Alonso recebeu o apoio da Ferrari. O excesso de agressividade do espanhol no fim da prova fez que ele acertasse a roda traseira direita de Lewis Hamilton na disputa pela terceira posição e quebrasse a asa dianteira, provocando uma entrada extra nos boxes. Ele acabou na sexta posição e ainda recebeu um acréscimo de 20 segundos a seu tempo porque os comissários não gostaram de sua conduta.

- Gosto da maneira que ele está pilotando, é fantástica. Por outro lado, temos de considerar que é um grande problema se você vai para a parte suja da pista nesta temporada. O asfalto está cheio de detritos de pneus (as "marbles") e perde desempenho se passa por cima deles. Por isso é uma situação complicada. Para ultrapassar no fim da prova é necessário assumir riscos. Não é fácil. Se Alonso não tivesse o problema na asa traseira, ele poderia ter atacado - diz Stefano Domenicali, chefe da Ferrari.

Após a prova, Fernando Alonso não reclamou da decisão dos comissários, já que não perdeu posições. Entretanto, o espanhol da Ferrari lamentou o resultado. Para o bicampeão da Fórmula 1, ele poderia ter chegado em segundo, já que considerava estar mais rápido que Jenson Button.

- Não mudou minha posição, por isso não existe um grande drama. Terminei em sexto de qualquer forma. Foi um incidente de corrida. Tentei ultrapassar, nos tocamos e, infelizmente, quebrei minha asa dianteira, tive de parar de novo e perdi o pódio. Estava tentando ultrapassar e Hamilton fez movimentos um pouco agressivos a 300 km/h. Tive o azar de perder a segunda posição. Merecia o segundo lugar. Era mais rápido que Button. Mas vou tentar de novo na próxima corrida - lamenta.      

veja também