MENU

Mesmo com desgaste, Vasco vai com força máxima para o Chile

Mesmo com desgaste, Vasco vai com força máxima para o Chile

Atualizado: Segunda-feira, 28 Novembro de 2011 as 10:24

Mesmo suspenso contra o Fla, Juninho pode não ir

ao Chile (Foto: Ivo Gonzalez / Agência O Globo) Passada a penúltima rodada do Campeonato Brasileiro, o Vasco volta as atenções para a Copa Sul-Americana. Nesta segunda-feira, o time já viaja para Santiago, no Chile, onde enfrenta o Universidad de Chile, pela semifinal da competição. O time ninguém sabe, mas a única certeza que se tem é que o clube não irá poupar jogadores. O técnico Cristóvão Borges quer esperar a reapresentação do grupo para avaliar a situação de cada um antes de pensar em quem escalar.

A precaução do treinador em divulgar o time tem relação com o desgaste dos jogadores neste final de temporada. Juninho Pernambucano, por exemplo, vem sentindo regularmente cansaço muscular. Felipe foi outro que já se queixou de dores musculares na coxa esquerda. Os dois serão reavaliados para saber se terão condições de viajar. Cristóvão reconhece que esse tem sido um assunto constante no dia a dia de São Januário. No entanto, ele voltou a exaltar a garra e comprometimento do grupo.

- Realmente tem se falado muito disso, mas acredito que estamos dando algum tipo de exemplo até para o futebol brasileiro. Os jogadores sabem que estão fazendo algo importante para a história do clube ao lutar por estes títulos. Quando começamos uma temporada, a ideia é nos prepararmos para ganhar tudo. Não podemos jogar isso fora. Esse grupo se gosta, é amigo e tem um ambiente saudável. O que acontece em campo é reflexo disso. Passamos por dificuldades. Existe o desgaste, físico e emocional. Mas cada superação como essa diante do Fluminense transforma o cansaço em força.

O diretor de futebol do Vasco, Rodrigo Caetano, compactua com o pensamento de seu treinador e garante força máxima no Chile.

- De jeito nenhum vamos poupar jogadores. Não podemos nos dar ao luxo de entrar em uma competição sem mirar o título. A história do vasco não nos permite isso. É natural o Vasco estar assim, no topo. Anormal foi quando o Vasco não era protagonista.

No primeiro jogo, em São Januário, as equipes empataram em 1 a 1. Para seguir no torneio, o Gigante da Colina precisa de uma vitória simples ou de um empate com dois ou mais gols. Um novo empate a 1 a 1, leva o jogo para pênaltis.

O jogo contra o Universidad acontece na próxima quarta-feira, às 21h50m (de Brasília), no estádio Santa Laura. Pelo Campeonato Brasileiro, o time volta a entrar em campo no próximo domingo, às 17h (também de Brasília), contra o Flamengo, no Engenhão. O time é o vice-líder com 68 pontos, dois atrás do Corinthians.        

veja também