MENU

Messi bate recorde e leva o Barcelona às quartas com 5 gols

Messi bate recorde e leva o Barcelona às quartas com 5 gols

Atualizado: Quinta-feira, 8 Março de 2012 as 9:54

Lionel Messi deixou o mundo sem palavras na tarde desta quarta-feira.

Com uma atuação de gala, três pinturas e cinco gols, o "artista" foi o destaque da vitória do Barcelona por 7 a 1 sobre o Bayer Leverkusen, em partida válida pelas oitavas de final da Liga dos Campeões. Tello fez os outros dois. Bellarabi descontou no fim da partida. O resultado garantiu o time espanhol na próxima fase do torneio. No jogo de ida, na Alemanha, triunfo da equipe de Guardiola por 3 a 1.

Esta foi a primeira vez que um jogador marcou cinco gols em uma edição da Liga dos Campeões - a competição começou a ser disputada com esse nome em 1992. O Barcelona se juntou a Milan, Benfica e ao surpreendente Apoel (que eliminou o Lyon) nas quartas de final. A equipe catalã vai esperar o desfecho dos outros confrontos das oitavas de final para conhecer, em sorteio, no próximo dia 16, o seu próximo adversário na Champions.

Com os cinco gols, Messi chegou a 54 em competições internacionais: 49 na Liga dos Campeões, um na Supercopa e quatro no Mundial de Clubes da Fifa. Além disso, o argentino, com apenas 24 anos, está a oito de superar César Rodriguez, que atuou no Barcelona de 1939 a 1945, como o maior goleador do clube catalão, com 235. Ele também é o artilheiro da Liga dos Campeões, com 12 gols em sete partidas.
Messi marca duas vezes na etapa inicial e derruba esperanças do Bayer

Se o Bayer Leverkusen tinha alguma esperança de sair vitorioso no Camp Nou, ela acabou na primeira etapa. O time alemão bem que tentou igualar a posse de bola do Barcelona, mas em vão.

As dificuldades dos donos da casa duraram apenas dez minutos. Fábregas lançou para Lionel Messi dentro da área. O argentino dominou no peito e soltou a bomba para defesa do goleiro alemão Leno. Na sobra, Pedro chutou da risca da pequena área, e Toprak travou a finalização.

Foi o cartão de visitas do argentino. Messi seguiu desfilando o seu repertório de dribles, passes e finalizações. Foi travado em um delas na entrada da grande área. Mas não perdeu a oportunidade de colocar o Barça na frente, aos 23. Xavi fez um lançamento primoroso do campo de defesa para o camisa 10. O atacante dominou na corrida, entrou na área e tocou por cobertura para abrir o marcador. A primeira pintura da partida.

A partir daí, o Barcelona não tomou mais conhecimento do Bayer. Nem a marcação que o time alemão tentou impor nos dez primeiros minutos conseguiu segurar a força da equipe catalã. E aos 42, o golpe de misericórdia. Iniesta lançou para Messi na direita. O jogador saiu do bico da grande área para o meio e tocou colocado para ampliar o marcador. Festa no Camp Nou e decepção dos alemães, que acreditavam em um triunfo.

Mais uma cavadinha de Messi, mais bolas na rede e... Goleada do Barça

O show do Barcelona continuou no segundo tempo. Mais precisamente o show de Messi. Logo aos cinco minutos, Fàbregas colocou novamente o argentino em condições de balançar a rede. Mesmo com um defensor rival em sua cola, o camisa 10 dominou com categoria, invadiu a área e tocou por cobertura para enganar Leno e marcar o terceiro do time catalão.

Com o resultado e a classificação garantida, Guardiola começou a mexer na equipe e a poupar alguns de seus titulares. O treinador sacou Xavi e Iniesta e apostou nas entradas de Tello e Keita. E foi justamente o primeiro que se destacou ao lado de Messi. Aos dez, Fàbregas assistiu Tello, que entrou na área, ajeitou o corpo e bateu na saída de Leno. Goleada consumada.

E quem pensou que o passeio do Barcelona pararia por aí, se enganou. Messi marcou mais um aos 12. Desta vez sem a mesma plástica dos três gols anteriores. O argentino aproveitou bobeada dos zagueiros do Leverkusen para tocar para a rede: 5 a 0. No lance seguinte, quatro minutos depois, Tello fez mais um para o Barça.

Mesmo com a atuação de gala de Messi, o torcedor que compareceu no Camp Nou fez questão de exaltar o comandante do Barça e gritou o nome de Guardiola, que tem contrato até o fim da temporada e é pretendido por outros grandes clubes da Europa.

Lionel Messi ainda teve tempo de marcar mais um. Aos 39, recebeu na meia-lua, aproveitou a marcação frouxa dos zagueiros rivais e bateu colocado para fazer mais um - foi também a primeira vez na carreira que o jogador marcou cinco gols em uma partida. Logo depois, a imagem que chamou a atenção foi a da reação do presidente do Barcelona, Sandro Rossell. Escondendo o rosto, o dirigente exibiu um sorriso de satisfação e êxtase com a atuação de gala do craque argentino.

No fim, Bellarabi ainda descontou para o time alemão. No fim, aplausos para Messi e para mais uma exibição de gala do supertime do Barcelona.

veja também