MENU

Messi fecha "ano perfeito" como Melhor do Mundo

Messi fecha "ano perfeito" como Melhor do Mundo

Atualizado: Segunda-feira, 21 Dezembro de 2009 as 12

Campeonato Espanhol, Supercopa da Espanha, Copa do Rei, Liga dos Campeões da Europa, Supercopa da Europa e, para completar, o tão aguardado Mundial de Clubes da Fifa. O Barcelona conquistou seis troféus em 2009, e chegou a essa marca com um canhoto de 1,69m de altura em seu ataque: Lionel Messi. Nesta segunda-feira, o argentino teve o encerramento do seu ano com chave de ouro, ou melhor, com o título de Melhor Jogador do Mundo pela Fifa, levando a melhor sobre Cristiano Ronaldo, Kaká, Xavi e Iniesta.

''Antes de mais nada, queria agradecer os companheiros que votaram. Esse prêmio tem muita importância para mim pois conta com jogadores e técnicos do mundo inteiro. Estou muito honrado. Também gostaria de compartilhar com os meus companheiros de Barcelona. Esse ano foi mágico para mim'', declarou La Pulga após o anúncio do prêmio.

Apesar de outros quatro nomes terem entrado na fase final do troféu, entregue na cidade de Zurique, tanto os companheiros de clube Xavi Hernández e Andrés Iniesta, como os rivais do Real Madrid, Cristiano Ronaldo e Kaká, sabiam que não voltariam para suas casas com a premiação. Depois de levar a tradicional Bola de Ouro da revista France Football, o argentino era mais do que favorito para conquistar o cobiçado objeto, sendo destacado até mesmo por seus concorrentes.

''O Messi está jogando muito bem e é uma peça importante para a sua equipe, por isso tenho certeza de que ele irá ganhar. Mesmo assim, acho que o Xavi e o Iniesta também merecem. Independentemente de quem ganhar desses três, todos devem ao time, já que o Barcelona ganhou os seis títulos que disputou, e isso mostra a força do elenco'', comentou Cristiano Ronaldo, vencedor em 2008, antes da cerimônia de gala realizada na Suíça.

Com o prêmio, que é entregue desde 1991, Messi entrou para um grupo de 13 homens que já foram considerados os melhores jogadores de futebol do mundo pela entidade máxima do esporte, colocando o nome da Argentina pela primeira vez neste hall. Antes, o máximo que o nosso país vizinho havia conseguido era um terceiro lugar, em 1999, com o atacante Gabriel Batistuta perdendo para o brasileiro Rivaldo.

Contestado por suas atuações com a camisa argentina, suas partidas com as cores azul e grená são incontestáveis. Nos seis títulos conquistados pelo Barcelona em 2009, Leo anotou gols em quatro finais. Na Copa do Rei da Espanha e na Supercopa Espanhola, o Athletic de Bilbao foi a vítima. Pela Liga dos Campeões, o Manchester United sofreu e, por último, o Estudiantes de La Plata, do seu país natal, levou o golpe na prorrogação do Mundial de Clubes da Fifa, de peito.

Aos 22 anos de idade, Lionel Andrés Messi começou a jogar futebol com a camisa do Newell's Old Boys. Porém, o clube argentino não quis pagar pelo tratamento médico que o garoto necessitava. O Barcelona quis. No clube catalão desde 2000, estreou durante a fase áurea de Ronaldinho Gaúcho e acabou sendo o sucessor da camisa com o número 10 nas costas.

veja também