MENU

Messi fica até o fim, e mantém supremacia sobre Cristiano Ronaldo

Messi fica até o fim, e mantém supremacia sobre Cristiano Ronaldo

Atualizado: Quinta-feira, 10 Fevereiro de 2011 as 8:28

O eterno duelo entre Cristiano Ronaldo e Messi teve mais um capítulo nesta quarta-feira. Com atuação decisiva, o craque do Barcelona deu um passe e marcou um gol na vitória de 2 a 1 da Argentina sobre Portugal, em amistoso disputado em Genebra. O astro do Real Madrid, que também se destacou no confronto, marcou o gol dos portugueses, mas foi substituído no segundo tempo. Escolhido duas vezes o melhor do mundo pela Fifa, em detrimento do atacante português, Messi colecionou mais um triunfo sobre o rival.

A grande atração do confronto entre Portugal e Argentina era mesmo o duelo Cristiano Ronaldo x Messi. E quem assistiu ao jogo, não se decepcionou. Desde o primeiro minuto, os dois astros mandaram na partida e assumiram a tarefa de protagonistas.

Messi comandou os primeiros minutos. Com um futebol veloz e habilidoso, o atacante argentino levou vantagem sobre os seus marcadores. Com isso, a abertura do placar não demorou a acontecer. Aos 13 minutos, MEssi passou por dois zagueiros e tocou com categoria para Di Maria, que só teve o trabalho de deslocar o goleiro.

Porém, o time português não se abateu. O atacante Cristiano Ronaldo chamou a responsabilidade para si e a equipe cresceu. Após dois bons chutes de fora da área, ambos defendidos por Romero, Portugal chegou ao empate. Aos 20 minutos, Cristiano Ronaldo recebeu um passe na área e, de primeira, bateu para o gol.

Com o empate, o confronto ficou equilibrado e as chances de gol ficaram mais raras, evitando que alguém saísse da primeira etapa com a vantagem no placar.

Na etapa final, os primeiros 15 minutos pertenceram a Portugal. E quase saiu o gol da virada. Na primeira oportunidade, Hugo Almeida cabeceou no travessão e, no rebote, Cristiano Ronaldo chutou por cima. Na segunda, depois de cruzamento na área, o mesmo Hugo Almeida, livre de marcação e sem goleiro, bateu para fora, perdendo uma chance inacreditável.

A Argentina resolveu voltar para o jogo e, após uma bela cobrança de falta de Messi, quase saiu o seu segundo gol. Depois disso, ambas as equipes resolveram fazer substituições. Destaque para a saída inexplicável de Cristiano Ronaldo.

O jogo ficou feio e violento na sua segunda metade. A consequência dessa mudança brusca foi a ausência de boas jogadas e de possibilidade de mais gols. Como a Argentina manteve Messi em campo, o time sul-americano foi quem esteve mais perto de sair de campo com a vitória.

Com a entrada de Pastore no lugar de Di Maria, a equipe argentina ganhou em presença de área. E foi por intermédio dele, aos 36 minutos, após uma bela cabeçada no travessão, que quase saiu o segundo gol.

E como um prêmio por manter Messi em campo, a Argentina conseguiu marcar o gol da vitória no fim. Martinez foi derrubado por Coentrão e o árbitro assinalou o pênalti. Messi se encarregou da cobrança, deslocou o goleiro Eduardo e garantiu o triunfo para os sul-americanos.

veja também