MENU

Messi: "Tive relação fantástica com Ronaldinho"

Messi: "Tive relação fantástica com Ronaldinho"

Atualizado: Sábado, 19 Março de 2011 as 11:12

Quando Lionel Messi fez seus primeiros gols e distribuiu suas primeiras assistências pelo profissional do Barcelona, Ronaldinho Gaúcho era “o cara”. Contratado a peso de ouro pelo clube, o brasileiro liderava a equipe que se sagraria bicampeã espanhol e alcançaria a glória máxima em 2006, com a conquista da Liga dos Campeões. Melhor do mundo em 2009 e 2010, o craque argentino não esquece disso. E não fala do meia rubro-negro, antecessor da camisa 10, sem elogiá-lo. À época quase como um pai no futebol...

– Tive uma relação fantástica com ele. Seus conselhos eram sempre importantes, assim como os de Deco, Sylvinho, (Thiago) Motta... Todos me ajudaram muito. Sempre estavam disponíveis e fizeram ser muito mais fácil minha inclusão no futebol profissional – disse Messi, que estreou sob comando de Frank Rijkaard, em amistoso contra o Porto, em novembro de 2003, em entrevista à “Sky Sport 1”.

O técnico holandês teve grande parcela em sua grandiosa carreira, mas Messi não esconde que a chegada de Pep Guardiola, em 2008, mudou o Barcelona ainda para melhor.

– Ele entrou imediatamente em sintonia com todo mundo, se ajustou muito bem e conseguiu que formássemos um grupo unido. Certamente mexeu com a mentalidade interna, que estava triste porque não havia ganhado nada há alguns anos, mas estávamos impressionados com a confiança que nos depositou. Acreditava tanto em nós que não queríamos desapontá-lo – afirmou.

Já integrado a um seleto grupo de ídolos do Barcelona, Lionel Messi, ainda com 23 anos, reforçou o desejo de encerrar sua carreira no Barcelona. Ao menos enquanto atuar no futebol europeu.

– Gostaria de terminar aqui e, em seguida, talvez, cumprir o meu sonho de poder jogar na Argentina. Mas, na Europa, gostaria que jogasse integralmente neste clube – contou o jogador, muito elogiado pelo presidente do Inter de Milão, Massimo Moratti.

Repetir Luis Figo e se transferir para o Real Madrid, portanto...

– Nunca irei ao Real Madrid, nem a outro clube. Hoje digo que gostaria de jogar aqui para sempre, mas também sei que não posso estar seguro do que acontece na carreira de um jogador, mas minha intenção é ficar aqui.

O atacante ainda se disse surpreso com a conquista da Bola de Ouro pela segunda vez consecutiva, em janeiro.

– Todos davam Xavi e Iniesta por favoritos e creio que a mereciam, porque haviam feito uma temporada fantástica e ganhado o Mundial. Foi uma grata surpresa quando me deram porque é um prêmio que me faz ficar muito feliz.

veja também