MENU

Mídia internacional condena manobra antidesportiva de Schumi

Mídia internacional condena manobra antidesportiva de Schumi

Atualizado: Segunda-feira, 2 Agosto de 2010 as 12:38

A manobra antidesportiva de Michael Schumacher ao ser ultrapassado por Rubens Barrichello no GP da Hungria teve péssima repercussão na imprensa internacional, inclusive na alemã. A mídia concordou que o heptacampeão exagerou na "defesa" da posição ao tentar jogar o brasileiro da Williams no muro da reta dos boxes do circuito de Hungaroring.

O tablóide "Bild", conhecido por suas manchetes fortes, colocou na capa de sua edição digital: "Que vergonha, Schumi". Para o jornal, a manobra do alemão foi desnecessária e irresponsável.

"Schumi, você deveria ter vergonha de ter protagonizado uma manobra tão perigosa!", diz a reportagem do jornal alemão nesta segunda-feira.

Voando Baixo: "Hoje não, hoje não!": a ultrapassagem de Barrichello sobre Schumacher

O jornal alemão "Bild" atacou a atitude de Schumacher no fim do GP da Hungria

(Foto: Reprodução / Bild)   A revista alemã "Auto Motor und Sport" considerou "brutal" a manobra de Schumacher. Em sua tradicional avaliação dos pilotos nas segundas-feiras após as corridas, o heptacampeão foi o pior entre os 24 pilotos do grid. O piloto da Mercedes ganhou nota 1 na Hungria, principalmente por causa do incidente que ele provocou com Rubens Barrichello.

"O pior fim de semana do velho mestre. Nos treinos, ele escolheu o ajuste errado para o carro e perdeu oito décimos para Rosberg. Na corrida, ele estava resistindo bravamente na décima posição até Barrichello aparecer em seu retrovisor. Pena que ele jogou o piloto da Williams no muro a 290 km/h, o que foi um enorme erro", diz a "Auto Motor und Sport".

Destaque do site do 'Marca' (Foto: Reprodução)   Os espanhóis também não perderam a oportunidade de bater em Schumacher. A capa do site do diário "Marca" ataca mais uma polêmica do alemão no título: "A última 'animalada' do piloto mais punido da história da Fórmula 1". O jornal diz que ele adicionou mais uma mancha em seu extenso histórico de manobras conroversas na categoria.

A imprensa inglesa destacou as declarações de Barrichello após a corrida. O tabloide "The Sun" lembra que o alemão da Mercedes não foi limpo na disputa quando o espremeu no muro da reta dos boxes do circuito de Hungaroring.

- Gosto de uma disputa justa, mas não acho que tenha sido o caso. Foi uma manobra com um pouco de kart. Se ele quiser ir para o céu antes de mim - se é que ele vai para o céu. Não sei se ele vai para lá. Mas se ele quiser ir antes de mim, para cima ou para baixo, não quero ir antes dele.

O 'The Sun' destacou a declaração de Barrichello: 'Schu tentou me mandar para o céu'

(Foto: Reprodução)  

Jornal húngaro também critica (Foto: Reprodução)   Com o título "Barrichello ainda não quer morrer", o jornal húngaro "Nemzeti" destacou a perigosa e antidesportiva manobra de Schumi. Segundo a publicação, o alemão agiu de forma desnecessária para tentar manter a posição e foi acertadamente punido pela direção de prova.

Após a corrida na Hungria, os comissários de prova da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) decidiram punir Michael Schumacher por ter jogado Rubens Barrichello no muro quando o brasileiro fez a ultrapassagem a poucas voltas do fim. O alemão da Mercedes vai perder dez posições no grid de largada do GP da Bélgica, próxima corrida da temporada, no dia 28 de agosto.     Por GLOBOESPORTE.COM Rio de Janeiro

veja também