MENU

Milito faz o gol do alívio, e Inter de Milão conquista o penta no Italiano

Milito faz o gol do alívio, e Inter de Milão conquista o penta no Italiano

Atualizado: Segunda-feira, 17 Maio de 2010 as 10:15

Não foi fácil como se esperava, longe disso, mas o Inter de Milão derrotou fora de casa neste domingo o rebaixado Siena (1 a 0) e se sagrou campeão italiano pela 18ª vez (a quinta seguida). O argentino Milito, aos 12 minutos do segundo tempo, fez o gol que garantiu o scudetto ao time dos brasileiros Julio César, Maicon, Thiago Motta e Lúcio (o zagueiro ficou no banco de reservas neste jogo).

A conquista interista chegou a ficar ameaçada ao longo da última rodada. O time, que terminou o Italiano com 82 pontos, perderia a taça se empatasse sua partida. Isto porque o Roma, que acabou como vice-campeão (80 pontos), vencia seu jogo diante do Chievo por 2 a 0 (placar final) desde o primeiro tempo, em Verona. Se as duas equipes acabassem com a mesma pontuação, o Roma seria o campeão por levantar vantagem no confronto direto, primeiro critério de desempate.

Inter de Milão pode conquistar a tríplice coroa

Foi a segunda conquista do Inter de Milão na atual temporada. O time foi campeão também da Copa da Itália e tem a chance de completar a trinca no próximo sábado: o time do técnico José Mourinho faz a final da Liga dos Campeões contra o Bayern de Munique, no estádio Santiago Bernabéu, em Madri.

O primeiro tempo em Siena e em Verona começou como se esperava: os candidatos ao título buscando mais o ataque. O Inter de Milão foi o primeiro a assustar, com Diego Milito, que recebeu lançamento de Balotelli e tocou na saída do goleiro, mas a bola foi caprichosamente para fora.

Em Verona, o Roma mostrou que estava empolgado e quase abriu o placar aos 22 minutos: Totti recebeu na entrada da área e soltou uma bomba que explodiu no travessão. Em Siena, o Inter "respondeu" de imediato, apenas alguns segundos depois. Milito cabeceou da pequena área e o goleiro Curci fez um milagre para evitar o gol.

Goleiro do Siena se agiganta, e Roma sai na frente do Chievo

O panorama seguiu parecido nos dois estádios: Totti furou embaixo dos paus e desperdiçou para o Roma, enquanto Samuel, de cabeça, obrigou o goleiro Curci, do Siena, a fazer mais uma defesa difícil.

Aos 37 minutos, coube a Balotelli assustar pelo Inter de Milão, em voleio que bateu no travessão. Pouco depois, em Verona, o Roma abriu o marcador. De Rossi lançou para Vucinic, que dominou na entrada da área e soltou a bomba: a bola estufou a rede.

Mourinho mexe no intervalo, e Inter busca o gol do título

Muita festa dos romanistas, que jogavam diante de um Chievo pouco inspirado. O Siena, rival do Inter, apesar de já estar rebaixado mostrou muito mais vibração.

Nos acréscimos da etapa inicial, o Roma ampliou sua vantagem sobre o Chievo: De Rossi, em lindo chute de fora da área, acertou o ângulo e deixou os romanistas confortáveis no marcador.

Buscando mais ofensividade, o técnico José Mourinho mexeu no time do Inter de Milão na volta do intervalo. O volante Thiago Motta deu lugar ao meia-atacante Pandev. A substituição funcionou e o Inter ficou mais perigoso.

Logo no início da etapa final, Maicon penetrou pela direita e fo travado na hora do chute, já dentro da área. Depois, Milito recebeu pelo lado esquerdo e soltou uma bomba que Curci espalmou para escanteio.

Aos 12 minutos, entretanto, veio o gol do alívio. O capitão Zanetti fez grande jogada pelo lado esquerdo, que serviu Milito na área. O artilheiro bateu rasteiro, com o lado externo do pé, e fez a festa da torcida do Inter. Foi o 22º gol de Milito, vice-artilheiro do Italiano (Di Natale, do Udinese, foi o maior goleador, com 29).

Imediatamente após o gol, Mourinho recompôs sua equipe. O treinador sacou o atacante Balotelli e lançou o meia Stankovic. De fato, o Inter não sofreu qualquer susto até o apito final e, no fim, comemorou o penta.

Em Verona, Chievo e Roma fizeram uma etapa final morna, e o jogo acabou mesmo com 2 a 0 para o vice-campeão italiano.

Sampdoria garante última vaga na Liga dos Campeões

Em Gênova, o Sampdoria garantiu a última vaga italiana na Liga dos Campeões ao bater o Napoli por 1 a 0. Pazzini fez o gol da vitória do Samp, que entrou em campo como quarto colocado e manteve a posição após os 90 minutos. O Milan, que no sábado se despediu com vitória por 3 a 0 sobre o Juventus, foi o terceiro colocado no Italiano.

Confira a última rodada completa:

Sábado

Milan 3 x 0 Juventus

Lazio 3 x 1 Udinese

Domingo

Atalanta 1 x 2 Palermo

Bari 2 x 0 Fiorentina

Cagliari 1 x 1 Bologna

Catania 1 x 0 Genoa

Chievo 0 x 2 Roma

Parma 4 x 1 Livorno

Sampdoria 1 x 0 Napoli

Siena 0 x 1 Inter de Milão

veja também