MENU

Minotauro nocauteia revelação dos EUA; Assista

Minotauro nocauteia revelação dos EUA; Assista

Atualizado: Domingo, 28 Agosto de 2011 as 10:56

Na luta considerada mais complicada entre as três principais do UFC Rio, Rodrigo Minotauro provou porque é considerado uma das lendas do MMA. Se o peso pesado há quatro meses estava sem andar, após três cirurgias, em sua estreia no Brasil o resultado foi uma vitória contra um norte-americano considerado revelação em seu país. Após uma série de socos, Minotauro conseguiu desequilibrar Brendan Schaub e liquidar a luta ainda no primeiro assalto, para delírio da torcida, que ovacionou o lutador brasileiro. Minotauro passou por cirurgias no joelho e no quadril após sua derrota para Cain Velásquez, no UFC 110, e era considerado uma dúvida para o combate desta noite, uma vez que Schaub vinha de triunfo contra o lendário Cro-Cop. Mas o baiano mostrou com sua habilidade no boxe que ainda tem condições de lutar em alto nível.

"Eu tive apenas três meses e meio para me preparar para esta luta. Passei quatro meses e meio de muleta, mas aceitei essa luta para poder lutar aqui. Essa é minha quadragésima luta, a primeira como profissional no Brasil, eu tinha que fazer isso", afirmou o vencedor, que agora tem um cartel de 33 triunfos, seis reveses e um empate.

O primeiro round começou com estudo de ambas as partes e o brasileiro tentando levar o duelo para o chão, para tentar finalizar o norte-americano no jiu-jítsu. Schaub conseguiu alguns bons golpes, mas Minotauro aproveitou uma boa sequência no fim do assalto para definir o triunfo.

Minotauro é uma das lendas do MMA brasileiro, tendo construído sua reputação principalmente pelas vitórias no Pride. Ex-campeão neste evento e no UFC, ele bateu nomes Randy Couture, mas vinha de série irregular no Ultimate, com derrotas para Frank Mir e Cain Velásquez.

Com chutaços, Edson vence em decisão dividida

O carioca Edson Barboza manteve sua invencibilidade neste sábado, ao vencer o inglês Ross Pearson, por pontos, em decisão dividida dos jurados, no card principal na HSBC Arena.

Um especialista em muay-thai, o brasileiro apostou fortemente em sua grande variação de chutes e joelhadas para deixar Pearson com o rosto e o corpo bastante machucados. Apesar dos bons golpes do inglês, Barboza acabou faturando sua nona vitória na carreira, a terceira no UFC, posicionando-se bem na categoria dos leves, que tem como campeão Frankie Edgar.

Banha sofre primeira derrota contra estrangeiros

A primeira derrota brasileira contra lutadores de fora veio logo na abertura do card principal, em um duelo de meio-pesados. O búlgaro Stanislav Nedkov, estreante no UFC, manteve sua invencibilidade com um nocaute no primeiro round sobre Luiz Cane, o Banha.

O lutador paulista, que vinha de vitória, apostou na trocação contra o búlgaro e conseguiu ferir o nariz do rival com golpes que o desequilibraram. Nos segundos finais do assalto inicial, no entanto, uma série de socos de Nedkov desnorteou o brasileiro, até que o árbitro Mário Yamasaki interrompeu o combate.

Com este resultado, Banha tem três derrotas nas suas últimas quatro lutas. Já Nedkov aumentou sua invencibilidade como lutador profissional para nove triunfos.

Resultados:

Anderson Silva (BRA) vence Yushin Okami (JAP), por nocaute no 2º round

Maurício Shogun (BRA) vence Forrest Griffin (EUA), por nocaute no 1º round

Edson Barboza (BRA) vence Ross Pearson (ING), por pontos

Rodrigo Minotauro (BRA) vence Brendan Schaub (EUA), por nocaute no 1º round

Stanislav Nedkov (BUL) vence Luiz “Banha” Cane (BRA), por nocaute no 1º round

Thiago Tavares (BRA) vence Spencer Fisher (EUA), por nocaute técnico no 2º round

Rousimar ‘Toquinho’ Palhares (BRA) vence Dan Miller (EUA), por pontos

Paulo Thiago (BRA) vence David Mitchell (EUA), por pontos

Raphael Assunção (BRA) vence Johnny Eduardo (BRA), por pontos

Erick Silva (BRA) vence Luis Beição Ramos (BRA), por nocaute no 1º round

Iuri Marajó (BRA) vence Felipe Sertanejo (BRA), por pontos

Yves Jabouin (CAN) vence Ian Loveland (EUA), por pontos

veja também