MENU

Misterioso, Atlético-GO monta o time e rechaça 'meiguice' diante do Vitória

Misterioso, Atlético-GO monta o time e rechaça 'meiguice' diante do Vitória

Atualizado: Sexta-feira, 3 Dezembro de 2010 as 8:44

Mistério, mandinga, segredo, superstição... Tudo é válido em uma partida decisiva. De olho em qualquer artifício contra o rebaixamento, Atlético-GO e Vitória não ficam para trás e a partida de domingo entre ambos, pela última rodada do Brasileirão, no Barradão, promete ter de tudo, inclusive futebol. Os clubes estão literalmente escondendo o jogo para evitar que o adversário fique sabendo de algum detalhe, por mínimo que seja, dos planos do rival.

Enquanto o técnico Antônio Lopes promove treinos com os portões do centro de treinamento do Vitória fechados até amanhã, René Simões dribla imprensa e torcida para ministrar uma movimentação secreta no Estádio Antônio Accioly. O técnico até ensaiou três formações que dificilmente serão utilizadas no início da partida de domingo. Ele formou a equipe com três zagueiros - Gilson, Jairo e Welton Felipe -, o que não ocorreu nenhuma vez em seus 25 jogos no comando técnico.

Depois, Jairo saiu para a entrada de Juninho no ataque, que era formado por Elias e Marcão. Então, Elias voltou para o meio de campo. Nos minutos finais, Josiel, recuperado de contusão muscular nas duas coxas, e que só fez um gol na competição, assumiu o lugar de Marcão.

Certo é que Thiago Feltri, que cumpriu suspensão contra o São Paulo, volta à lateral-esquerda no lugar de William. A princípio, será mesmo a única alteração na defesa.

 - Todas as informações agora são só no dia do jogo. Isso não vai nos fazer ganhar, eu sei, mas se puder segurar algumas coisas... - afirmou René.

Jogador meigo, não!

Agil na extensão de contrato de Elias até o fim do ano - antes, só iria até o último dia 30 -, o diretor Adson Batista usou palavras duras de motivação para que o time não perca a chance de escapar.

- Essa semana nós vamos repetir uma mobilização muito grande. Só vai para a Bahia quem realmente tiver muita determinação e tiver vontade de vestir essa camisa com orgulho. Jogador meigo não vai, ficará aqui em Goiânia - comentou Adson, em entrevista à Rádio 730 de Goiânia.

veja também