MENU

Mourinho diz que troféu da Fifa é histórico para o povo português

Mourinho diz que troféu da Fifa é histórico para o povo português

Atualizado: Terça-feira, 11 Janeiro de 2011 as 8:22

Eleito melhor técnico de 2010 pela Fifa, José Mourinho dedicou a conquista ao povo português. O treinador do Real Madrid lembrou que a vitória nesta segunda-feira lembra os prêmios individuais dos ídolos Eusébio, Luis Figo e Cristiano Ronaldo.

- É um troféu histórico, histórico para mim e histórico para o povo português também, eu acho. E obviamente sinto um orgulho grande. Mas o mais importante, como dizia Guardiola ao meu lado, é ouvir palavras como as do Sneijder. São coisas que marcam, que marcam mais do que os troféus que a gente possa ganhar - disse Mourinho após a premiação.

Fora da disputa da Bola de Ouro - vencida por Lionel Messi -, Sneijder entrou na seleção dos 11 melhores de 2010 e elogiou Mourinho em seus discurso, dizendo que teve orgulho de trabalhar com o "melhor técnico do mundo" no Inter de Milão.

Ao receber o prêmio da Fifa, vencendo Pep Guardiola (Barcelona) e Vicente del Bosque (seleção espanhola), Mourinho fez questão de falar em português no palco da Fifa. Segundo o técnico do Real, esta foi uma forma de demonstrar o orgulho do país no momento.

- Sou português com muito orgulho e os portugueses não têm tantas alegrias assim. Tenho certeza que faz bem ao ego do português, depois de Eusébio, Figo e , Cristiano Ronaldo, já somos quatro vencedores - afirmou.

Eusébio ganhou a Bola de Ouro em 1965, quando o prêmio era feito apenas pela revista "France Football". Em 2000, Figo venceu o troféu da publicação francesa. Um ano depois, o ex-atacante de Barcelona, Real e Inter de Milão ganhou prêmio de melhor do mundo da Fifa. Cristiano Ronaldo ganhou os dois prêmios em 2008.

Para Mourinho, o Inter de Milão merecia ter mais jogadores na festa da Fifa nesta segunda. Lucio, Maicon e Sneijder entraram na seleção do ano, mas nenhum atleta do clube campeão do mundo disputou a Bola de Ouro.

- O Inter foi um pouco injustiçado na minha opinião por não ter nenhum jogador sentado nessas três cadeiras. Foi importante ter aqui o Maicon, o Lucio, o Sneijder, mas sabia que outros também estavam de coração.

Com o troféu na mão, o português afirmou que já está pensando  no treino do Real de terça-feira e comentou também sobre o retorno de Kaká, que voltou a jogar após cirurgia no joelho e fez um gol no último final de semana.

- Demorou muito para ele se recuperar, para termos o Kaká de volta, agora claro ele vai continuar e vamos aproveitar - concluiu.

Por: Bianca Rothier

veja também