MENU

Multidão apaixonada recebe treinador José Mourinho em Milão

Multidão apaixonada recebe treinador José Mourinho em Milão

Atualizado: Quinta-feira, 29 Abril de 2010 as 12

Nem dava para andar no aeroporto de Milão. Foi desse jeito que José Mourinho foi recebido por uma multidão e jornalistas italianos nesta quinta-feira na Itália. O treinador português foi cercado por centenas de torcedores apaixonados pelo Internazionale. Mourinho falou rapidamente com os jornalistas, mas teve que deixar o local rapidamente.

Imprensa se rende ao português

"Inter, muro de glória", é a manchete do jornal esportivo, "Gazzetta dello Sport", sediado em Milão e um dos principais da Itália, que destaca que a equipe resistiu com dez jogadores durante 68 minutos, permitindo ao Barcelona marcar apenas um dos dois gols que precisava para passar à final.

"A derrota mais doce" da Inter vale uma vaga na final de Liga dos Campeões, onde o time não chegava há 38 anos, lembra a "Gazzetta dello Sport".

No "Corriere dello Sport", com sede em Roma, a manchete é "Inter heroico". O jornal diz que o time milanês "resistiu sem tremer" ao Barcelona.

O jornal romano diz que o Inter foi "gigante", e o colunista Luigi Ferrajolo em seu artigo de capa define o jogo como "a epopeia de Moratti (o presidente e patrão do Inter)".

"Bastaram dez, para deter o Grande Barça. Dez gladiadores, contra tímidos e arrogantes jogadores (...). Uma façanha ainda maior quando se pensa no cartão vermelho de Thiago Motta com meia hora de jogo", acrescentou Ferrajolo.

O "Corriere della Sera", também de Milão, destaca o "coração de finalista" da Inter, uma equipe "inteligente, capaz de superar a expulsão de Thiago Motta".

O jornal falou também sobre "o muro de Mourinho", o comparando à "linha Maginot", o sistema de fortificação das fronteiras francesas durante a Segunda Guerra Mundial.

"Coração Inter", é que traz a capa do "La Repubblica", que define a tática de Mourinho como "uma verdadeira obra prima defensiva" e que fez "o Barcelona cair na armadilha".

Todos os jornais destacam as palavras de Massimo Moratti, que compara o técnico português com o argentino Helenio Herrera, que levou o Inter a ganhar suas duas únicas Copas da Europa e que fez célebre a frase com dez se joga melhor que com 11.

veja também