MENU

Muricy aponta Elano e Dracena como escudeiros para controlar a euforia

Muricy aponta Elano e Dracena como escudeiros para controlar a euforia

Atualizado: Quinta-feira, 16 Junho de 2011 as 9:38

No discurso, a cautela impera. Nada de clima de “oba oba” ou euforia pelo empate em 0 a 0 na primeira partida final da Taça Libertadores, contra o Peñarol. Mas após o jogo em Montevidéu, Muricy Ramalho afirmou que não estará sozinho na briga contra o clima festivo no jovem elenco santista.

Experiente, o treinador alvinegro, que já saiu derrotado em uma final da competição há poucos anos – caiu para o Internacional em 2006, quando comandava o São Paulo - , disse que tem dois homens de confiança no elenco para dar auxílio a ele nesta missão. O meia Elano e o zagueiro Edu Dracena, ambos de 30 anos, são os homens de confiança do técnico santista.

- Tento eu mesmo fazer esse papel porque tenho idade. Mas o Edu, que esteve aqui em Montevidéu mesmo estando suspenso para o jogo, e o Elano são dois jogadores que atuam como líderes positivos. Eles sabem organizar a equipe em campo, sabem o que fazer para orientar os jogadores – disse Muricy.

Tanto Elano quanto Dracena já viveram intensamente uma disputa da Libertadores. O camisa 8 esteve no elenco que foi finalista da competição em 2003, quando o Santos caiu para o Boca Juniors – ele estava machucado durante as finais. Já o zagueiro esteve na campanha do Cruzeiro de 2004.

Com o empate garantido em Montevidéu, o Santos precisa de uma vitória simples na próxima quarta-feira, no Pacaembu, para conquistar o tricampeonato da Libertadores. Mas Muricy já avisa que o Peixe não encontrará facilidades pela frente.

- Tivemos algumas chances aqui, mas nós não nos empolgamos com o resultado porque o Peñarol é forte dentro e fora de casa. Empatar aqui é muito difícil porque eles têm um bom time, boa bola aérea e ainda há a torcida que empurra o tempo todo - ressaltou o comandante.

O Santos volta ao Brasil na manhã desta quinta-feira. A equipe não joga no fim de semana porque a CBF liberou o clube da disputa do Brasileiro para se preparar exclusivamente para a Libertadores – o time enfrentaria o Corinthians no domingo, mas a partida foi transferida para 10 de agosto.

Edu Dracena e Elano: importantes para o elenco (Foto: Ricardo Saibun / Site Oficial do Santos)          

veja também