MENU

Muricy avalia estreia tricolor: 'Não merecíamos mais que um empate'

Muricy avalia estreia tricolor: 'Não merecíamos mais que um empate'

Atualizado: Quinta-feira, 10 Fevereiro de 2011 as 9:32

A estreia foi decepcionante, mas o empate por 2 a 2 contra o Argentinos Juniors, nesta quarta-feira, no Engenhão, pela primeira rodada do Grupo 3 da Libertadores, ficou de bom tamanho para o Fluminense. E quem disse isso foi o próprio Muricy Ramalho. Ciente de que sua equipe jogou abaixo das expectativas, o treinador apontou o resultado como justo.

- Nosso primeiro tempo foi muito lento, no ritmo que jogamos no Carioca, e não dá para ser assim. Tem que ser acelerado. Time argentino marca bem. No segundo tempo, aceleramos. Ganhamos um ponto, como aconteceu no jogo diante do Goiás (no segundo turno do Brasileirão). Não merecíamos mais do que um empate. A ansiedade é normal pela estreia. Depois o time se soltou um pouquinho.

Com os dois gols sofridos diante dos “hermanos”, o Tricolor chegou a 11 na temporada em apenas sete jogos. A queda de rendimento do setor defensivo preocupa Muricy Ramalho.

- Estamos sofrendo muitos gols que não podem acontecer. No melhor que fizemos ano passado, defendíamos bem, marcávamos um gol e ganhávamos o jogo. Agora estamos fazendo muitos gols, mas sofrendo também.

O fato do Argentinos tem marcado duas vezes de cabeça com o baixinho Niell, de apenas 1,60m, porém, foi minimizado pelo comandante Tricolor.

- O problema não é a altura. O cruzamento foi bem feito. Eu também era pequenininho e fazia gols.

Após falha no segundo gol, Diego Cavalieri foi bastante vaiado pelo público presente no Engenhão, que chegou a pedir o retorno de Ricardo Berna, titular no título do Brasileirão. Muricy reprovou a atitude.

- Temos que torcer pelo Fluminense. Então, é importante apoiar o jogador.

Para o treinador, o fato de ter tropeçado em casa não aumenta a pressão para a partida contra o Nacional do Uruguai, dia 23, também no Rio de Janeiro. Segundo ele, a responsabilidade do Flu é a mesma seja qual for o compromisso.

- A obrigação é ganhar sempre. Todo dia. Pode ser que nosso time vá lá fora e ganhe também.

No próximo domingo, o Fluminense entra em campo para encarar o Madureira, pela última rodada da fase de classificação da Taça Guanabara, às 17h (de Brasília), no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.

Por: Cahê Mota e Thiago Fernandes

veja também