MENU

Muricy coloca ordem na casa santista e conquista o seu oitavo mata-mata

Muricy coloca ordem na casa santista e conquista o seu oitavo mata-mata

Atualizado: Segunda-feira, 16 Maio de 2011 as 12:33

Muricy Ramalho teve sua contratação confirmada pelo Santos no dia 5 de abril. Dois dias depois, estava no CT Rei Pelé para comandar seu primeiro treinamento. E 38 dias mais tarde, ele já comemorava o seu primeiro título. No último domigo, ao vencer o Corinthians por 2 a 1, na Vila Belmiro, o Peixe conquistou seu 19º estadual e Muricy, conforme havia dito ao Globoesporte.com, em entrevista publicada na véspera da decisão, começava dando retorno rápido ao Alvinegro Praiano.

Treinador agora pensa na conquista da Taça Libertadores (Foto: Marcos Ribolli / GLOBOESPORTE.COM)

  O treinador conseguiu, em pouco tempo, recuperar o sistema defensivo da equipe, que, nos últimos sete jogos levou apenas um gol. Isso sem perder o poder ofensivo. O ataque alvinegro continua funcionando.

- Nossos zagueiros ficaram muto expostos. Nossos laterais não ficavam lá atrás para cobrir. Só corrigi um pouco isso. Lateral primeiro defende, depois apoia. O pessoal entendeu isso muito bem. Por isso, hoje o time não sofre mais - ressaltou.  

A melhora do Santos deu confiança aos jogadores, que se desmancham em elogios ao comandante. Neymar virou fã de Muricy.

- Realmente, ele é um treinador diferente.

Muricy comemora, acima de tudo, seu oitavo título de mata-mata. Tetracampeão brasileiro por pontos corridos, ele é visto como um treinador que não se dá bem em competições eliminatórias. Além do Paulistão 2011, ele levou a Copa Conmebol 1994 (São Paulo), a Copa da China 1998 (Shanghaï Shenhua), foi bicampeão pernambucano em 2001 e 2002 (Náutico), bicampeão gaúcho em 2003 e 2005 (Internacional) e ganhou o Campeonato Paulista 2004 (São Caetano).

- É só ver o meu currículo. É que as pessoas não levam em conta, só veem o lado negativo. Mas é assim mesmo. Eu não ligo. É mais um título na minha carreira. Graças a Deus, tenho um bom currículo – comemora.

Muricy explica que os jogadores entenderam sua mensagem. Disse que é respeitado por ser um treinador vencedor, que sabe conversar com os boleiros. Ele afirma que é uma pessoa simples e direta e que esse é o segredo do seu sucesso.

- Em futebol, o resultado é dividido assim: 25% é mérito da comissão técnica e 75% dos jogadores. São eles quem resolvem mesmo dentro de campo. Não adianta fugir disso. Agora tem de ter comando. Estou no futebol há 30 anos. Já fui jogador e posso afirmar: o time pode ser bom, mas se não tiver bom técnico, não chega.        

veja também