MENU

Muricy descarta sacrificar Ganso: 'Não sou egoísta. Penso no atleta'

Muricy descarta sacrificar Ganso: 'Não sou egoísta. Penso no atleta'

Atualizado: Sexta-feira, 10 Junho de 2011 as 4:16

O meia Paulo Henrique Ganso não será submetido a nenhum sacrifício pelo Santos. O técnico Muricy Ramalho afirma que o meia não deverá mesmo ser aproveitado contra o Peñarol, quarta-feira que vem, em Montevidéu, jogo de ida pela final da Taça Libertadores. O camisa 10 só deverá ter condições de jogar na volta, dia 22, no Pacaembu, em São Paulo.

Muricy prioriza o bem estar atleta. Não acha correto colocar em campo um jogador que não esteja em plenas condições. Mesmo em final de Libertadores. Lembra que Ganso não é importante apenas para o Santos, mas para a Seleção e, por consequência, para o futebol brasileiro. O jogador foi convocado para a Copa América, que será disputada em julho, na Argentina.

- Estou tratando desse caso com carinho. É um jogador importante para o Santos e para a Seleção. Queremos ele inteiro. Não sou egoísta de expor o jogador e estourá-lo. Não posso ser assim. Preciso ser responsável. Como ele não treinou até agora (com bola) dificilmente jogaria no primeiro jogo. Mais provável no segundo - afirmou.

Ganso sofreu uma lesão muscular na coxa direita no dia 8 de maio, durante partida contra o Corinthians, no Pacaembu, confronto de ida pela final do Campeonato Paulista. O prazo de retorno, de seis semanas, se encerra dias antes do segundo jogo contra os uruguaios.        

veja também