MENU

Na base do 'erro zero', Vasco encara La U por vaga na decisão

Na base do 'erro zero', Vasco encara La U por vaga na decisão

Atualizado: Quarta-feira, 30 Novembro de 2011 as 10:35

Dedé em treino no Chile: esperança vascaína

(Foto: Gustavo Rotstein/Globoesporte.com) O adversário é considerado um dos mais fortes do continente. O ambiente promete ser hostil e de muita pressão. Mas o Vasco não tem direito a errar se quiser manter vivo o sonho de conquistar mais um título em 2011. A equipe enfrenta o Universidad de Chile nesta quarta-feira, no Estádio Santa Laura, em Santiago, às 21h50m de Brasília (20h50m locais), em partida válida pela semifinal da Copa Sul-Americana, em busca do objetivo de retornar às glórias internacionais. No entanto, o Vasco tem uma difícil missão a cumprir. Depois do empate em 1 a 1 em São Januário, no jogo de ida, o Vasco precisa vencer ou empatar com dois ou mais gols. Isso diante de um adversário que sofreu dois gols em toda a competição. O Universidad de Chile se classifica se vencer ou se houver empate em 0 a 0. Caso se repita o placar da primeira partida, a decisão será nos pênaltis. Quem passar enfrenta a LDU, do Equador, na decisão.

Mesmo assim, o Vasco chegou a Santiago com extrema confiança. Após mais uma vitória sofrida e emocionante no último domingo – quando marcou o gol do triunfo sobre o Fluminense, pelo Brasileirão, aos 45 minutos do segundo tempo –, a equipe do técnico Cristóvão Borges teve mais uma vez a certeza de que nada é impossível e de que vale a pena acreditar até o fim. Uma prova de que todos estão dispostos a ajudar foi a atitude de Juninho Pernambucano. Suspenso do jogo contra o Flamengo, neste domingo, o meia pediu para integrar o grupo que viajou para o Chile, mesmo com dores no ombro direito.

A Rede Globo transmite a partida para todo o Brasil, menos para o estado de São Paulo. O SporTV e o SporTV HD exibem o duelo para todo o país. O GLOBOESPORTE.COM acompanha o jogo em Tempo Real.

Universidad de Chile: o técnico Jorge Sampaoli não abriu o treinamento da última terça-feira para imagens e manteve o mistério para o jogo decisivo. A dúvida é Marcelo Díaz, que se recupera de uma lesão. La U deve entrar em campo com Jhonny Herrera, Osvaldo González, Marcos Gonzalez e José Rojas; Matías Rodríguez, Charles Aránguiz, Marcelo Díaz e Eugenio Mena; Eduardo Vargas, Gustavo Canales e Francisco Castro. Vasco: como de costume, o treinador Cristóvão Borges não divulgou qual será a formação da equipe. A certeza é a volta de Diego Souza, que não disputou o jogo de ida por cumprir suspensão. No entanto, ele pode atuar no meio-campo ou no ataque. Juninho Pernambucano, que sofre com dores no ombro direito, pediu para viajar ao Chile. O Reizinho pode começar como titular ou entrar no segundo tempo. O Vasco deve ser escalado com a seguinte formação: Fernando Prass, Fagner, Dedé, Renato Silva e Jumar; Romulo, Allan, Juninho Pernambucano e Diego Souza; Bernardo e Élton.

Universidad de Chile : assim como no jogo de ida, todo o elenco está à disposição do técnico Jorge Sampaoli. Vasco : Eder Luis sofreu fratura no pé esquerdo e não atua mais na temporada. Eduardo Costa ainda se recupera de lesão na coxa esquerda, e Felipe foi poupado para o jogo contra o Flamengo, neste domingo.

Dario Ubriaco, do Uruguai, apita o jogo, auxiliado por Mauricio Espinosa e Miguel Nievas, também do Uruguai.

Universidad de Chile: Eduardo Vargas é considerado o homem mais perigoso do forte ataque chileno. Depois de passar em branco em São Januário, o atacante está motivado para deixar sua marca jogando diante de sua torcida.

Vasco: inicialmente descartado por conta de dores no ombro direito, Juninho Pernambucano pediu para enfrentar La U. Suspenso do clássico contra o Flamengo, pelo Brasileirão, o meia pode ser arma importante do Vasco fora de casa, levando perigo nas jogadas de bola parada.

José Rojas, lateral do Universidad de Chile: “O Vasco vai jogar para cima. Isso de equipe mista ou reserva nessa altura do campeonato não vale nada, porque todos querem estar numa final, e por isso vão escalar o que tiverem de melhor. Seria lindo chegar à final, mas sabemos que não será fácil.” Cristóvão Boges, técnico do Vasco: “Vamos procurar fazer bem o nosso jogo, apesar das dificuldades, pois o Universidad de Chile é um grande adversário. Essa é uma oportunidade que podemos aproveitar, e muito, pois queremos conquistar mais esse título.”

* O Vasco precisa quebrar o tabu de ter perdido todas as suas partidas fora do Brasil atuando pela Copa Sul-Americana. Em 2007, a equipe perdeu para Lanús, da Argentina, e América do México, ambos por 2 a 0. Em 2011, foi derrotado por Aurora, da Bolívia (3 a 1), e Universitário, do Peru (2 a 0).

* Em compensação, o Vasco tem retrospecto favorável enfrentando adversários do Chile. São 18 jogos disputados, com oito vitórias, sete empates e três derrotas. A última vez que a equipe atuou no país foi pela Copa Mercosul de 2001: derrota por 2 a 1 para o Universidad Católica.

* Invicto há 30 jogos, o Universidad do Chile sequer sofreu gols jogando em casa pela Copa Sul-Americana de 2011. São quatro partidas em Santiago e quatro vitórias. Em compensação, a equipe ainda busca disputar sua primeira decisão internacional.

O último duelo entre Vasco e Universidad de Chile aconteceu há uma semana. No dia 23 de novembro, as equipes empataram em 1 a 1, em São Januário, no jogo de ida da semifinal da Copa Sul-Americana. O Vasco abriu o placar com Bernardo, aos 32 minutos do primeiro tempo, mas os chilenos empataram com Osvaldo González, de cabeça, aos 33 minutos da segunda etapa.        

veja também