MENU

Na estreia no mata-mata, Chelsea aposta no goleador Fernando Torres

Na estreia no mata-mata, Chelsea aposta no goleador Fernando Torres

Atualizado: Terça-feira, 22 Fevereiro de 2011 as 9:14

O Chelsea entra em campo nesta terça-feira, às 16h45m (de Brasília), para enfrentar o Copenhague, no Parken Stadion, na Dinamarca, pela primeira partida das oitavas de final da Liga dos Campeões, com um trunfo no comando do ataque. O confronto vai marcar a estreia do atacante Fernando Torres com a camisa dos Blues em competições continentais. O jogador foi contratado no mês passado pelo clube londrino a peso de ouro ao Liverpool por cerca de R$ 130 milhões.

Na opinião do capitão John Terry, a presença do atacante espanhol pode ser fundamental para o sucesso do time inglês na Premier League e na Liga dos Campeões.

- Definitivamente, ele pode ser a peça-chave para termos um bom desempenho nas competições - afirmou o zagueiro inglês.

Com Torres, mas sem David Luiz. O zagueiro brasileiro já disputou a competição pelo Benfica e não pôde ser inscrito pelo Chelsea. Segundo o técnico Carlo Ancelotti, a Liga dos Campeões é o torneio mais importante para os Blues na temporada 2010/2011.

- É a competição mais importante. Estamos envolvidos com a Liga dos Campeões mais do que outras competições nessa temporada. Precisamos ter foco para dar o melhor no torneio. Precisamos disputar jogo a joga para chegar à final - afirmou o treinador italiano.

A equipe londrina vai entrar em campo com força máxima. Drogba, Anelka, Terry e Lampard estão todos confirmados na equipe titular dos Blues.

Atacante dinamarquês reencontra os Blues nesta terça-feira

Além de ser a estreia de Torres em competições continentais pelo Chelsea, o jogo vai marcar o reencontro do atacante dinamarquês Jesper Gronkjaer com os Blues. O jogador defendeu o clube inglês de 2000 a 2004.

- Vai ser uma noite especial para mim. Passei quatro temporada da minha carreira em Stamford Bridge. Temos falado dessa partida há quatro semanas. Está na hora de entrarmos em campo e jogar - afirmou o dinamarquês.      

veja também