MENU

Na Ilha da Magia, Fla põe poderes à prova contra o Figueirense

Na Ilha da Magia, Fla põe poderes à prova contra o Figueirense

Atualizado: Domingo, 14 Agosto de 2011 as 9:17

Florianópolis. Terra que Ronaldinho conhece bem. O dia e a noite. A Ilha da Magia foi refúgio do craque às vésperas do acerto com o Flamengo. Aqui, o camisa 10 relaxou, se divertiu com amigos e curtiu os últimos dias de férias antes de assinar contrato até o fim de 2014 e vestir rubro-negro. Neste domingo, ele volta ao lugar como protagonista do time e do Campeonato Brasileiro. O astro é o artilheiro da competição, com nove gols, e comanda a equipe de Vanderlei Luxemburgo na tentativa de retomar a liderança. O Fla tem a mesma pontuação do Corinthians, 33, mas perde no saldo de gols: 10 a 9.

O adversário será o Figueirense, no Orlando Scarpelli, às 16h (de Brasília). O time é comandado por Jorginho, jogador do clube da Gávea entre 1984 e 1989. Foi campeão carioca em 86 e do Brasileiro em 87. O Figueira é o oitavo na tabela, com 22 pontos. Nas duas rodadas anteriores, derrotou Botafogo e Atlético-MG. Contra o Fla, será uma tarefa complicada. Os cariocas estão em segundo na tabela, têm o melhor ataque, com 28 gols, a segunda melhor defesa, com 13, e ainda não perderam na competição (nove vitórias e seis empates). Neste sábado, aliás, o Fla completou 100 dias de invencibilidade.

Héber Roberto Lopes abita a partida, auxiliado por Roberto Braatz e Bruno Boschilia. A TV Globo transmite para toda a rede, exceto os estados de RS, PR, SP, MG, GO, TO, CE e DF e a região de Florianópolis. O GLOBOESPORTE.COM acompanha em Tempo Real..

Figueirense:   depois de ficar seis jogos sem vencer, o Figueirense retomou o caminho das vitórias do início do Brasileirão e vai tentar o seu terceiro triunfo consecutivo. A equipe catarinense derrotou o Botafogo em casa, por 2 a 0, e o Atlético-MG, fora, por 2 a 1, e briga pelos três pontos para se aproximar do G-4, que já frequentou nas primeiras rodadas.

Flamengo:   o primeiro lugar da tabela é a meta. No mesmo horário, o Corinthians vai enfrentar o Ceará, no Pacaembu. Se vencer e o Timão tropeçar, o Rubro-Negro retoma o primeiro lugar.

Figueirense:   o zagueiro Edson Silva retorna ao time após cumprir suspensão contra o Atlético-MG, Wilson Pittoni foi julgado pelo STJD e pode jogar, os laterais Bruno e Pablo, reserva, foram liberados pelo departamento médico e o atacante Somália poderá fazer sua estreia, pois teve seu nome inscrito na CBF. Com isso, Jorginho deve mandar a campo Wilson, Bruno, João Paulo, Edson Silva e Juninho; Túlio, Wilson Pittoni, Maicon e Elias; Júlio César e Somália.

Flamengo:   Vanderlei Luxemburgo não fez mistério. O time está definido com Felipe, Léo Moura, Welinton, Angelim e Junior Cesar; Airton, Willians, Renato e Thiago Neves; Ronaldinho e Deivid. A escalação de Thiago só vai ser confirmada momentos antes da partida. Na sexta-feira, ele sentiu dores na panturrilha esquerda e deixou o treino. Neste sábado, fez um teste físico e participou normalmente do rachão. A tendência é que ele jogue. Caso contrário, Bottinelli é o mais cotado para assumir a vaga.

Figueirense:   os atacantes Rhayner e Aloísio continuam se recuperando de lesões e o volante Ygor terá de cumprir suspensão automática por ter recebido o terceiro cartão amarelo contra o Atlético-MG.

Flamengo:   Luxa não pode contar com Maldonado, que se recupera de cirurgia no joelho esquerdo e só volta em outubro. Liberado no meio de semana para acompanhar o nascimento da filha no Chile, o meia Fierro voltou ao Rio, mas não viajou com a delegação.

Figueirense:   Juninho, Elias, Túlio, Coutinho, Rhayner e Aloísio.

Flamengo:   Ronaldinho, Renato e Bottinelli.

Figueirense:   artilheiro do Duque de Caxias no Campeonato Brasileiro da Série B, com oito gols, Somália chega ao Figueirense com vontade de fazer muito mais. O jogador chegou ao clube catarinense na terça-feira, foi apresentado na quarta, treinou entre os titulares na quinta, teve seu nome inscrito na CBF na sexta e fará sua estreia pelo time catarinense neste domingo.

Flamengo:   com Airton e Willians juntos em campo, o Flamengo ainda não sofreu gols. Foram quatro partidas ao todo: vitórias por 1 a 0 sobre São Paulo e Fluminense, empate sem gols com o Palmeiras e triunfo por 2 a 0 sobre o Grêmio. Os resultados com Airton são ainda mais expressivos. Foram seis partidas disputadas por ele até agora. Cinco pelo Brasileirão, e uma pela Copa Sul-Americana. Em nenhuma delas a equipe sofreu gols.

Jorginho, técnico do Figueirense:   "Não tenho mais ligação com o Flamengo e quero ganhar a partida. Todo mundo quer tirar essa casquinha hoje. Quem não quer ganhar do único invicto no campeonato? Vai ser difícil, mas vamos dar o nosso coração para isso."

Léo Moura, lateral-direito do Flamengo:   “O Figueirense é uma equipe que sempre quer fazer bonito contra times grandes. Temos de estar atentos. Se dermos bobeira pode ser complicado para correr atrás. A motivação da parte deles é grande e da nossa também. Eles têm um bom time, bem treinado por um cara que conhece o Flamengo, que sabe da força do Flamengo. Respeitamos o Figueirense, mas viemos para Florianópolis para buscar os três pontos.

* Quem venceu mais? Confira o histórico do confronto na   Futpédia .

* O Figueirense tem um bom desempenho no Orlando Scarpelli nesta temporada. Em 20 partidas em seu estádio, venceu 14, empatou três e perdeu outras três. No Campeonato Brasileiro, o Figueira é uma das equipes mais caseiras da competição. Dos 22 pontos somados, 17 deles foram conquistados em Florianópolis. Fora de casa, fez apenas cinco pontos em sete jogos.

* Em 14 jogos, o Flamengo venceu apenas cinco vezes o Figueirense na história do Campeonato Brasileiro. Duas vitórias foram no Maracanã, em 2007 e 2008, e três foram em Floripa, em 73, 2005 e 2008.

* A média de gols dos jogos entre Flamengo e Figueirense em Brasileiros é de três por partida. Em 14 confrontos, foram marcados 42 gols, 19 deles nos últimos quatro jogos.

Da última vez que se enfrentaram, em 3 de setembro de 2008, pelo Brasileirão, o Flamengo bateu o Figueira por 3 a 2, em Floripa. Ronaldo Angelim e Marcelinho Paraíba abriram o placar. Rafael Coelho diminuiu, mas Léo Moura fez o terceiro. Tadeu, nos acréscimos, fez o segundo dos donos da casa. A partida teve um público de 14.738 pagantes.

veja também