MENU

Na mira do STJD, Denilson nega ofensa ao juiz e espera ser absolvido

Na mira do STJD, Denilson nega ofensa ao juiz e espera ser absolvido

Atualizado: Quinta-feira, 4 Agosto de 2011 as 11:19

De volta ao time do São Paulo na partida desta quinta-feira, contra o Bahia, o volante Denilson, que foi expulso na vitória de 4 a 3 sobre o Coritiba e por isso, cumpriu suspensão no último domingo, na derrota de 2 a 0 para o Vasco, espera que não seja punido no julgamento que ainda será realizado no Supremo Tribunal de Justiça Desportiva.

O camisa 15 recebeu o cartão vermelho do juiz Antonio de Carvalho Schneider, que, na súmula, relatou que foi ofendido pelo meio-campista tricolor. O camisa 15 será denunciado no artigo 258, parágrafo 2º, inciso II (assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva - desrespeitar os membros da equipe de arbitragem, ou reclamar desrespeitosamente contra suas decisões) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). Se for condenado, pode pegar suspensão de um a seis jogos. (Veja no vídeo acima o lance da expulsão)

Denilson será reforço na partida desta quinta-feira, contra o Bahia, no Morumbi (Foto: Site oficial do São Paulo FC)

  Denilson, no entanto, nega que tenha ofendido o árbitro.

- Na realidade o jogo estava 4 a 0, depois tomamos três gols, e num momento do jogo acabei desabafando, mas não falei diretamente ao juiz. Se vocês observarem meu histórico, nunca fui de falar nada para ninguém. Não estou com medo, até porque sei o que eu falei. Não falei para ofender o juiz, foi um momento quente da partida, nada contra o árbitro. Espero que o julgamento seja positivo e que entendam que foi um momento do jogo.

O meio-campista não quer a suspensão, principalmente porque está cada vez mais à vontade no grupo são-paulino.

- Com o passar do tempo, vou voltando ao normal. No jogo contra o Atlético-GO, senti coisas maravilhosas, que há muito não sentia. Foi legal subir no Morumbi e sentir o friozinho na barriga Estou procurando me aperfeiçoar nos treinos para evoluir cada vez mais, mas estou muito feliz.          

veja também