MENU

Na mira dos juízes, Gaúcho e Neymar já levaram dez cartões

Na mira dos juízes, Gaúcho e Neymar já levaram dez cartões

Atualizado: Quarta-feira, 17 Agosto de 2011 as 2:13

Ronaldinho Gaúcho e Neymar levam multidões aos estádios na expectativa de protagonizarem jogadas de efeito. É verdade também que a dupla costuma passar pelos adversários com certa facilidade. Mas o mesmo não acontece na hora de 'driblar' a arbitragem.

Em 16 rodadas do Campeonato Brasileiro, Ronaldinho Gaúcho não sofreu lesões. Porém, levou seis cartões e desfalcará o Flamengo pela segunda vez por causa das advertências da arbitragem. Nos últimos três jogos, R10 recebeu três cartões.

Dos seis amarelos recebidos por Gaúcho, dois foram por faltas cometidas e os outros quatro por questões disciplinares. Nada escapou aos olhares atentos dos homens do apito. Da reclamação à catimba, passando por simulação de faltas do camisa 10 rubro-negro.

Já Neymar levou quatro cartões em quatro jogos no Brasileirão. Na temporada, acumula mais amarelos do que gols. Marcou treze vezes e foi punido pelos árbitros em 14 ocasiões, incluindo a polêmica na Libertadores, quando usou uma máscara de si mesmo.

Por outro lado, Ronaldinho e Neymar não são os campeões de amarelos no Brasileiro. Os recordistas são Amaral, do América-MG, Luan, do Palmeiras e Willians, do Flamengo. Eles levaram sete advertências no total.

Se tivesse evitado os "cartões bobos", Ronaldinho não teria sido suspenso nenhuma vez. Pior que isso para os rubro-negros é recordar do jogo em que ele não esteve em campo. Foi na única derrota do time no ano para o Ceará.

- O retrospecto sem o Ronaldinho não é favorável, só vencemos dois jogos sem ele. Nós não podemos só depender do Ronaldo. Temos jogadores que têm entrado e dado conta do recado e nesse jogo não vai ser diferente - disse Deivid.

Antes do jogo contra o Atlético-GO, o técnico Vanderlei Luxemburgo alertou os jogadores do Flamengo para o excesso de cartões da equipe.

- Ele nos orientou muito bem a respeito do cartão amarelo, até porque a gente precisa estar com o plantel todo à disposição - lembrou o lateral-esquerdo Junior Cesar.          

veja também