MENU

Na pilha de Inzaghi, Milan vira sobre o Real, mas cede empate no finzinho

Na pilha de Inzaghi, Milan vira sobre o Real, mas cede empate no finzinho

Atualizado: Quinta-feira, 4 Novembro de 2010 as 9:35

O Milan esteve muito perto de conseguir nesta quarta-feira uma vitória épica sobre um grande Real Madrid, mas um gol nos acréscimos do segundo tempo acabou por decretar o empate por 2 a 2. Higuaín abriu o marcador para os merengues no San Siro, em Milão, mas um inflamado Inzaghi, que substituiu um sonolento Ronaldinho, virou para os italianos. No apagar das luzes, o reserva Pedro León voltou a empatar o jogo, válido pela quarta rodada do Grupo G da Liga dos Campeões.

Com o resultado, o  Real Madrid chegou a dez pontos e assegurou vaga nas oitavas de final. O Milan, com cinco, aparece em segundo lugar. No outro jogo do grupo, o Auxerre venceu o Ajax (2 a 1). Os franceses conseguiram seus primeiros três pontos, enquanto os holandeses estacionaram em quatro. Apenas os dois primeiros se classificam para a fase de oitavas de final. Restam duas rodadas.

Marcelo foi o representante brasileiro no lado do Real, com Thiago Silva, Pato e Ronaldinho jogando pelo Milan. Robinho ficou no banco o tempo inteiro.

Real domina o primeiro tempo

Os times entraram em campo com formações táticas parecidas. No Milan e no Real, linhas de quatro atrás, três jogadores no meio e três atacantes, sendo dois abertos nas pontas.

A diferença básica para o desenrolar da partida é que enquanto o Real contou com os inspirados Xabi Alonso, Khedira e Özil no meio, além dos constantes avanços do lateral Marcelo, o Milan teve Pirlo e Gattuso preocupados apenas em marcar, os laterais (Abate e Zambrotta) presos e constantemente envolvidos pelo trio formado por Cristiano Ronaldo, Di María e Higuaín.

Ronaldinho, isolado no lado esquerdo, quase nada fez no primeiro tempo, que foi amplamente dominado pelos merengues. Pato até que tentou dar trabalho, Ibra perdeu duas boas chances, e foi só nos primeiros 45 minutos para os rossoneri.

No lado merengue, entretanto, foi um festival de oportunidades antes de a equipe abrir o placar. Logo aos 2 minutos, Higuaín bateu da entrada da área e obrigou Abbiati a fazer boa defesa. Depois, Pepe perdeu grande chance de cabeça, Xabi Alonso assutou de longe, Di María fez um carnaval na área e chutou raspando a trave. Em outra oportunidade, Pirlo salvou o gol duas vezes embaixo dos paus (afastou de cabeça em ambas).

Aos 44, de tanto tentar, o Real Madrid enfim conseguiu a vantagem. Di María arrancou pelo meio e deu passe com açúcar para Higuaín, livre na área. O camisa 20 dominou e bateu rasteiro na saída de Abbiati.

Ronaldinho dá lugar a Inzaghi, e jogo muda

No segundo tempo, o panorama seguiu parecido. A primeira boa chance foi do Real, em chute de fora da área de Cristiano Ronaldo que Abbiati espalmou com dificuldade.

Aos 14, o técnico Massimiliano Allegri deu fim à participação de Ronaldinho Gaúcho na partida. Ele lançou o veterano atacante Inzaghi no jogo. O camisa 9 entrou pilhado, inflamando a torcida, e acabou por conseguir o empate para os italianos.

Assista aos melhores momentos da partida

Aos 23 minutos, Pepe bobeou no lado esquerdo e Ibrahimovic entrou livre pela ponta. Tentando cortar um cruzamento, o goleiro Casillas andou para o meio, mas o sueco bateu direto para o gol. O goleiro conseguiu salvar o gol, mas amorteceu a bola para Inzaghi empurrar, de cabeça, para o gol vazio.

Milan vira com gol irregular

O jogo então ficou corrido e ganhou em lances ríspidos. Os dois treinadores mexeram nas equipes. No Milan, o meia Ambrosini entrou no lugar de Pato. No Real, um centroavante pelo outro: Higuaín deu lugar ao francês Benzema.

Com o ritmo mais lento na partida, os donos da casa acabaram por conseguir a virada. Aos 32, Gattuso lançou Inzaghi pelo lado direito. Impedido, o atacante entrou sozinho e tocou rasteiro, pelo meio de Casillas e Pepe, que tentaram atabalhoadamente cortar o lance. Explosão no San Siro com o 70º gol de "Pippo" em competições europeias.

Daí em diante, o Real baixou a guarda. Com o grito dos 76 mil pagantes no San Siro a mil por hora, o rossonero deu toda pinta de que asseguraria mais um resultado positivo. Mas coube a outro jogador que veio do banco mudar a história da partida. Pedro Leon, que entrara na vaga de Pepe recebeu, aos 48, um passe dentro da área e bateu rasteiro. A bola entrou pelo meio das pernas de Abbiati. Silêncio no San Siro, festa merengue.

Auxerre bate Ajax e volta para a briga

Na outra partida do Grupo G, o Auxerre conseguiu seus primeiros três pontos ao bater o Ajax por 2 a 1, na França. Sammaritano abriu o placar para os franceses, mas Alderweireld deixou tudo igual. No fim, Langil decretou a vitória do Auxerre.

veja também