MENU

Na "semana que promete" de Patricia, André visita base do Flamengo no Rio

Na "semana que promete" de Patricia, André visita base do Flamengo no Rio

Atualizado: Sexta-feira, 3 Junho de 2011 as 8:31

Da dir. para a esq.: Jean Neto, André e Orlando

Júnior em frente ao hotel Windsor (Rep./Twitter)     Segunda-feira, 30 de maio. Otimista, a presidente Patricia Amorim fala de possíveis reforços do Flamengo. Cita André, Vagner Love e Juan e diz que a “semana promete”. No mesmo dia, o vice de finanças Michel Levy e o procurador-geral Rafael de Piro regressam de Portugal otimistas sobre um acerto com o volante Airton, do Benfica.

Quinta-feira, 2 de junho. Acompanhado de seu empresário, Jean Neto, André vai ao hotel que o Rubro-Negro tem como base, na Zona Oeste do Rio. Os dois posam para uma foto na entrada do local ao lado do empresário de Diego Maurício, Orlando Júnior. Depois, viajam para São Paulo. Desde sábado no Brasil, o atacante do Dínamo de Kiev, da Ucrânia, reviu parentes e amigos, jogou peladas e se exercitou em academias da capital e de Cabo Frio, na Região dos Lagos, sua cidade natal. Também se reuniu com o fornecedor de material esportivo.

Fato é que a sexta-feira chegou e trouxe com ela a expectativa pela conclusão de algum dos negócios. Sobre o caso de André, por exemplo, Michel Levy diz que mantém contato com Jean Neto à espera de uma decisão do Dínamo. 

- Ele estava no Rio? Sorte a dele, fez um dia bonito. Continuamos as conversas com o empresário, mas nesta quinta não houve novidades. Quem trata da negociação é o empresário. Passamos para ele e ele repassa ao Dínamo.

O jogador de 20 anos, ex-Santos, tem contrato com os ucranianos até agosto de 2015. Entre ele e o Flamengo, tudo certo. As bases salariais foram definidas. O negócio, no entanto, depende da capacidade de ceder do club. Há um ano, foram pagos € 8 milhões (R$ 18,2 milhões) por André, e o Dínamo não pretende receber menos para vendê-lo. O valor é considerado muito elevado pelo Rubro-Negro.

Outro desfecho aguardado é o das conversas com o Benfica por Airton. A previsão de Michel Levy era de conclusão nesta quinta. O dirigente espera que os portugueses respondam nesta sexta. Eles pedem R$ 1,1 milhão pelo empréstimo de um ano. O Flamengo contrataria o volante com opção de compra e passe fixado. Airton deixou a Gávea em janeiro do ano passado e custou € 3 milhões (R$ 6,8 milhões) aos lusos. Na última temporada, fez apenas 15 jogos, sete como titular.

Se Airton parece mais perto, não dá para dizer o mesmo sobre Vagner Love. Em abril, o clube enviou ao CSKA a oferta de € 5 milhões (aproximadamente R$ 11,5 milhões) por 70% dos direitos econômicos do atacante e ficou de se reunir com o empresário dele, Evandro Ferreira, posteriormente. Até a última quarta-feira não houve contato. O Artilheiro do Amor avisou que os russos consideraram a proposta baixa. Patricia Amorim, por sua vez, disse que não há como aumentá-la. O distanciamento abre a possibilidade de o jogador procurar outro clube brasileiro.

Citado por Patricia com frequência, Juan é o grande sonho para a zaga, mas tem contrato até 2013 com o Roma, da Itália. Haverá um encontro na próxima semana, no Rio. O jogador vai passar férias na cidade, e os dirigentes querem ouvir os planos dele. Alex Silva, que está de saída do São Paulo e pertence ao Hamburgo-ALE, também está em pauta.          

veja também