MENU

Na última semana na Vila, Zé Love espera ter 'algo especial guardado'

Na última semana na Vila, Zé Love espera ter 'algo especial guardado'

Atualizado: Quinta-feira, 16 Junho de 2011 as 9:12

Importante em alguns momentos, contestado em outros, o atacante Zé Eduardo nunca foi unanimidade no Santos. Há quem diga que ele está longe de ser o parceiro ideal para Neymar. Por outro lado, muitos o defendem, inclusive o técnico Muricy Ramalho. O treinador sustenta que o atacante faz o “trabalho sujo” para que o astro do time possa brilhar. Seja como for, Zé Eduardo pode entrar para a história como o centroavante do time que deu o Peixe o tricampeonato da Taça Libertadores. Isso é muito. O último que camisa 9 alvinegro a levantar o troféu mais cobiçado das Américas foi Coutinho, genial parceiro de Pelé.

E tudo isso em sua última semana de Vila Belmiro. Vendido para o Genoa-ITA, Zé Love vai embora logo após a Taça Libertadores. A segunda partida da final continental, quarta-feira que vem, contra o Peñarol, no Pacaembu, será sua 82ª com a camisa santista. Até o momento, ele fez 26 gols. Teve duas grandes chances para marcar no jogo de ida, na última quarta-feira, em Montevidéu, mas não conseguiu. A partida terminou empatada em 0 a 0. Ele torce para que tenha ficado guardado para a despedida.

- Pode ter gente que vá achar que eu desperdicei a oportunidade. Outros podem dar méritos ao goleiro. Comigo sempre foi assim. Tudo bem. Não saiu dessa vez, mas tem outro jogo quarta-feira. Será minha despedida do Santos e espero que algo especial esteja guardado para mim - afirma o jogador.

Zé Eduardo perde um gol na partida do Santos contra o Peñarol (Foto: Reuters)

  Zé Eduardo, porém, diz que não está obcecado pelo gol na final. Está satisfeito com os eu papel de coadjuvante de Neymar.

- Eu não estou pensando individualmente. Esse título vai ser importante demais para o grupo todo. Empatamos o primeiro jogo em 0 a 0 e uma vitória agora por 1 a 0 serve. Para mim, tanto faz quem marque o gol do título. Pode ser até o Rafael (goleiro). Mais importante para mim será me despedir do Santos com esse título da Libertadores, pois nos deixaria marcados para sempre na história do clube.          

veja também