MENU

Nadal encosta em Djokovic. Wimbledon terá três brasileiros.

Nadal encosta em Djokovic. Wimbledon terá três brasileiros.

Atualizado: Segunda-feira, 10 Maio de 2010 as 5:18

Sete dias após o título obtido no Torneio de Roma, Rafael Nadal vê ficar cada vez mais clara a chance de voltar ao segundo lugar no ranking da ATP. No início da próxima semana o espanhol muito provavelmente irá assumir o segundo posto pela soma de pontos que deverá ter. A contagem da semana ainda deu a confirmação a três brasileiros de que irão disputar o torneio de Wimbledon, com Thomaz Bellucci no 26º posto e ficando muito perto de ganhar a posição acima.

O melhor tenista do Brasil teve uma ótima semana e faturou alguns pontos. Ele seguiu na 26º colocação, mas está mais próximo de ganhar a posição acima, do francês Gilles Simon, chegando a 1.457 pontos (apenas 28 pontos de diferença para Simon). Ele irá participar do Masters de Madri pela primeira vez, tendo a chance concreta de avançar na próxima semana.

Confirmadíssimo em Wimbledon, Bellucci terá a companhia de outros dois brasileiros no mais antigo torneio de tênis do mundo. O terceiro grand-slam do ano contará com Ricardo Mello e Marcos Daniel, que conseguiram se manter no Top 100 da ATP nesta semana, quando a organização do torneio britânico divulgará a lista dos participantes.

Mello apareceu na 92ª colocação mesmo sem somar pontos após cair na estreia no Torneio de Estoril. Ainda assim ele passou Daniel, que ficou em 99º após defender o Brasil na Copa Davis e não disputar nenhum torneio durante a semana. Thiago Alves é o quarto (112º), e João Olavo Souza (o Feijão) é o quinto brasileiro melhor ranqueado na ATP (151º lugar).

Rafael Nadal deverá assumir segunda colocação na próxima semana - O tenista espanhol já havia se aproximado com força do segundo colocado, o sérvio Novak Djokovic, no ranking do último dia 03. Assim, 'Djoko' buscou, durante a última semana, abrir vantagem ao defender o título no aberto de Belgrado, capital do seu país natal. No entanto, após problemas de saúde, ele deixou de ganhar os 250 pontos equivalentes, somando apenas 45.

Assim, a situação de Djokovic se complica, pois no atual período ele não irá participar do Masters 1000 de Madri, onde Rafa tem presença assegurada e defende o título. Caso ele atinja a final apenas, sem ser campeão, ele já somaria 600 pontos, ultrapassando o rival do leste europeu - a atual diferença entre eles é de 285 pontos.

O Top 10 não sofreu nenhuma alteração em relação à última semana. Nele, Roger Federer segue líder incontestável, mas perdeu alguns pontos - de 10.690 para 10.430 - após cair na semifinal do Torneio de Estoril para o espanhol Albert Montañes. A primeira mudança na tabela foi vista apenas no 13º lugar, com o russo Mikhail Youzhny, vencedor do torneio de Munique, que subiu duas posições.

veja também