MENU

"Não estamos com a forma de Messi" brinca Alonso admitindo problemas

"Não estamos com a forma de Messi"

Atualizado: Segunda-feira, 5 Março de 2012 as 11:06

A Ferrari não faz questão de esconder o pessimismo a poucos dias da abertura do Mundial de 2012 da Fórmula 1, que começa em 18 de março no Grande Prêmio da Austrália, mas Fernando Alonso procura pelo menos manter o bom humor. O piloto espanhol admitiu que a equipe "ainda não está 100%" e brincou com o fato, dizendo que o time não está "em uma forma tão boa quanto" a de Lionel Messi e Andrés Iniesta.

As declarações em tom de brincadeira de Alonso foram concedidas à Barça TV, emissora oficial do Barcelona. No último sábado, o piloto esteve no Estádio Camp Nou para ver a vitória do time catalão sobre o Sporting Gijón por 3 a 1, pelo Campeonato Espanhol. O atacante argentino Messi, suspenso, não atuou, mas o meia espanhol Iniesta sim - ele marcou o primeiro gol da partida.

Falando mais seriamente, o bicampeão mundial reconheceu que a Ferrari "vai sofrer nas primeiras corridas" do campeonato. Depois da prova em Melbourne, os pilotos da F1 viajam para competir na Malásia, em 25 de março; na China, em 15 de abril; e no Bahrein, em 22 de abril.

Entre 1º e 3 de maio, as escuderias terão direito a trabalhar no circuito de Mugello, de propriedade da equipe italiana. Isso será uma novidade, visto que anteriormente os testes durante a temporada estavam banidos, como forma de redução de custos.

Curiosamente, Alonso falou à televisão do clube catalão em um momento no qual ele e o brasileiro Felipe Massa estavam proibidos de dar entrevistas. A Ferrari cancelou os encontros de ambos com a imprensa que deveriam acontecer após os dois últimos testes realizados no autódromo de Barcelona, no sábado e no domingo. O motivo divulgado era que os pilotos precisavam voltar totalmente o foco para as atividades, que encerraram a pré-temporada da F1.

No domingo, porém, o diretor-técnico da escuderia, Pat Fry, havia conversado com os jornalistas. Ele admitiu estar "desapontado com o nível de desempenho" do novo carro, o F2012, e descartou brigar por pódio no GP da Austrália. "No momento eu diria isso, mas acredito que sempre sou um pouco pessimista", afirmou.

veja também