MENU

Neymar completa 19 anos; veja as facetas do atleta no Sul-Americano sub-20

Neymar completa 19 anos; veja as facetas do atleta no Sul-Americano sub-20

Atualizado: Sábado, 5 Fevereiro de 2011 as 9:57

Apesar de completar apenas 19 anos, Neymar já não é mais um simples jogadores de futebol. Depois de todos os títulos e polêmicas na temporada passada, o atleta ressurgiu em 2011 mais maduro e, à frente da seleção brasileira que disputa o Sul-Americano sub-20, tem reforçado ou apresentado novas características. Conheça algumas dessas "facetas".

Goleador

Neymar tem feito jus à posição de atacante. Com uma evolução espantosa nas finalizações, o jogador marcou sete gols neste Sul-Americano sub-20, com uma média de 1,4 por partida, e é o artilheiro com folgas, fato que já o torna o segundo brasileiro que mais marcou na competição (um gol a menos que Adailton) e quatro gols abaixo do recorde do torneio. Sua nova especialidade tem sido as cobranças de faltas, fundamento treinado à exaustão no período que está no Peru.

Midiático

O cabelo moicano reforça o espírito vaidoso, natural da idade. Mas Neymar é, assim como Ronaldo e Ronaldinho Gaúcho, perito em atrair as atenções da mídia. Ciente da sua importância, o atleta tem uma criatividade impar para criar novas situações a cada dia que, na manhã seguinte, estão repercutidas em toda a imprensa. Nesse ponto vale uma ida ao barbeiro, uma brincadeira como goleiro em um treinamento, o uso de um gorro típico da região, além, é claro, de muitos gols e dribles durante os jogos.

Garoto-propaganda

Apesar de ser a principal força do continente, o Brasil teve de conquistar a torcida peruana. E, para isso, nada melhor que usar a imagem de Neymar. Com a farta distribuição de sorrisos, fotos e autógrafos, o camisa 7 da seleção sub-20, que desembarcou no Peru já com a alcunha de "novo Pelé", não economiza esforços para ser simpático. O resultado nos jogos é o apoio por parte dos peruanos ao time de Ney Franco.

Protagonista

No ano passado, Neymar dividiu as atenções com Paulo Henrique Ganso e Robinho no Santos. Quando chegou a seleção, estava ao lado de outros grandes nomes. Na equipe sub-20, no entanto, o atleta vive pela primeira vez o papel de protagonista de um time nacional. E não decepcionou. Sua liderança em alguns momentos complicados das partidas e seus discursos equilibrados mostram o amadurecimento de Neymar como jogador.

Paz e amor

A briga com o então técnico santista Dorival Júnior ainda no campo de jogo, e na frente de todas as câmeras, deixou transparecer um jogador mimado e pouco acostumado a receber negativas. O atleta foi taxado até de "monstro" pelo treinador Renê Simões. Após o inferno astral, no entanto, o jogador sossegou. No Peru, o atleta é só sorrisos e, mesmo com o status de grande estrela, não tem nenhum privilégio e ajuda a manter o clima tranquilo no grupo brasileiro.

veja também