MENU

Neymar no Real Madrid: já em clima eleitoral, Santos adota silêncio

Neymar no Real Madrid: já em clima eleitoral, Santos adota silêncio

Atualizado: Quarta-feira, 21 Setembro de 2011 as 2:45

A diretoria do Santos resolveu adotar o silêncio. Não se comenta mais nenhuma informação sobre a venda do atacante Neymar para o Real Madrid. O clube já vive clima de disputa eleitoral. Em dezembro, os sócios serão chamados às urnas para decidir quem comandará o Peixe no biênio 2012/2013 - que será importantíssimo já que o Alvinegro Praiano completará 100 anos no próximo mês de abril. O atual presidente, Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, ainda não confirma candidatura à reeleição, mas é o nome preferido da situação. Seu grupo de apoio teme que a confirmação de que há uma negociação para a venda de Neymar prestes a ser fechada possa significar perda de votos no fim do ano.

Neymar fez exames sob supervisão do médico do Real Madrid (Foto: Clayton de Souza/Agência Estado)

  - Não aguento mais falar sobre esse assunto. Todo dia vendem o Neymar para algum lugar. Não me pronuncio mais - afirmou Luis Alvaro, no Pacaembu, domingo passado, antes do clássico contra o Corinthians. Na segunda-feira, Neymar concedeu uma entrevista coletiva no CT Rei Pelé para dizer que não havia assinado nada com o Real e desmentir a informação de que havia feito exames em São Paulo, na última sexta-feira, sob recomendação do Real Madrid. Garantiu que esteve no hospital apenas para testes “familiares”. No entanto, no dia seguinte, o médico corintiano, Joaquim Grava, que ajudou nos exames, confirmou que o chefe do Departamento Médico do clube merengue, Carlos Diez, esteve presente.

O fato é que as conversas entre Santos e Real Madrid para a transferência do atacante Neymar começaram em julho. No dia 24 daquele mês, o clube merengue enviou ao Peixe sua primeira proposta oficial: € 45 milhões (R$ 109 milhões na cotação desta quarta-feira) à vista, para levar o jogador imediatamente, ou € 43 milhões (R$ 104 milhões), pagos em três parcelas anuais, para tê-lo após o Mundial de Clubes, em janeiro de 2012. A diretoria santista, que vinha conversando também com o Barcelona, não aceitou a primeira oferta merengue.

Diante da concorrência do principal rival, o Real voltou à carga, aumentou sua oferta para cerca de € 60 milhões (R$ 144 milhões), e ofereceu um salário astronômico a Neymar, que passaria a ser um dos jogadores mais bem pagos do elenco galáctico. Os espanhóis ainda aceitam ter o craque santista só a partir de agosto de 2012, dando ao Peixe a chance de ter o seu melhor jogador em mais uma Taça Libertadores. Nesse meio tempo, o agente do jogador, Wagner Ribeiro, que mantém bom relacionamento com o clube merengue e nunca escondeu sua preferência por ver seu pupilo fechando com os madrilenhos, assinou uma carta de intenções com o Real, o que na Espanha foi tratado como um “pré-contrato”.

Em sua coletiva, Neymar garantiu que fica até a próxima Libertadores, mas não deu certeza de que terminaria 2012 no Peixe.

- Fico para o centenário, até os Jogos Olímpicos. Depois, não tem como garantir.

A tendência é que Neymar vá mesmo jogar no poderoso clube espanhol em 2012, mas a divulgação oficial do desfecho das negociações só deverá ser feita em dezembro, após o Mundial Interclubes e, principalmente, após as eleições. Até lá, a ordem é manter o silêncio.          

veja também