MENU

No Canindé, Palmeiras e Bahia se enfrentam para afastar ameaças

No Canindé, Palmeiras e Bahia se enfrentam para afastar ameaças

Atualizado: Quinta-feira, 18 Agosto de 2011 as 10:55

Felipão e René Simões fazem duelo nesta quinta

(Foto: Editoria de Arte/Globoesporte.com)

  Perto do fim do primeiro turno, Palmeiras e Bahia são duas das equipes que enfrentam fases nebulosas. Nesta quinta-feira, às 21h (de Brasília), no Canindé, os rivais se encontram com a mesma missão: afastar a turbulência e retomar os trilhos do sucesso. No caso do Verdão, a intenção é se reaproximar dos líderes que aos poucos vão se desgarrando na tabela. Para o Tricolor, uma distância segura da zona de rebaixamento garante dias mais tranquilos em Salvador.

A seu favor, o Palmeiras tem o amuleto do Canindé. Em nove jogos no estádio da Portuguesa, a equipe de Luiz Felipe Scolari venceu oito e empatou um, fez 20 gols e só sofreu dois. O desempenho 100% no local só foi freado há duas semanas, quando o ferrolho do Grêmio conseguiu segurar o empate sem gols dentro do caldeirão provisório do Verdão. Com 27 pontos, o time é o sexto colocado na tabela.

Por outro lado, o Bahia já surpreendeu jogando fora de casa e vem conquistando pontos nessas situações: venceu Fluminense e Atlético-PR, e empatou com Avaí e Vasco. Mesmo com o bom desempenho, a equipe treinada por René Simões vai mal na classificação e tem apenas 19 pontos, ameaçada pelos rivais que lutam contra o rebaixamento. René e seus comandados precisam abrir os olhos.     O GLOBOESPORTE.COM acompanha todos os lances em Tempo Real a partir das 21h. O PFC transmite a partida para todo o Brasil no sistema pay-per-view. O árbitro da partida será André Luiz de Freitas Castro (GO), auxiliado por Fabrício Vilarinho da Silva e Thiago Gomes Brigido (ambos de GO).

Palmeiras: o fim da fase de tropeços e a moral extra para encarar a semana decisiva que terá pela frente, com clássicos contra São Paulo e Corinthians, mais o jogo de volta com o Vasco, pela fase inicial da Copa Sul-Americana. Bahia: o time segue tentando se afastar da zona de rebaixamento da Série A do Brasileiro. Depois do empate com o Internacional, no último domingo, o elenco se reuniu e decidiu estipular como meta a conquista de sete pontos nas três últimas rodadas do primeiro turno da competição.

Palmeiras: buscando soluções para acabar com a seca do ataque, o técnico Luiz Felipe Scolari fará mais uma troca no setor. Agora é Luan quem esquenta o banco de reservas, enquanto Maikon Leite volta a figurar na equipe. O goleiro Marcos e o volante Marcos Assunção estão de volta. O time: Marcos, Cicinho, Thiago Heleno, Henrique e Gerley; Márcio Araújo, Marcos Assunção e Valdivia; Maikon Leite, Kleber e Dinei. Bahia: o técnico René Simões decidiu recorrer ao retrospecto para definir a equipe. O treinador vai mandar a campo praticamente o mesmo time que derrotou o Fluminense e o Atlético-PR, ambos fora de casa. A única mudança é a ausência de Jancarlos na lateral direita. O time do Bahia será: Marcelo Lomba; Marcos, Titi, Paulo Miranda e Ávine; Fahel, Marcone, Diones e Carlos Alberto; Jobson e Junior.

Palmeiras: o zagueiro Maurício Ramos, com lesão muscular na coxa esquerda, e o lateral-esquerdo Gabriel Silva, que disputa o Mundial Sub-20 com a Seleção Brasileira. Bahia: expulso no empate em 1 a 1 com o Internacional, o volante Fabinho vai cumprir a suspensão automática diante do Palmeiras. O lateral-direito Jancarlos já se recuperou de lesão, mas segue em trabalho de condicionamento físico.

Palmeiras: Cicinho, Henrique, Thiago Heleno, Maurício Ramos, Gerley, João Vitor, Valdivia e Patrik. Bahia: Fahel, Marcelo Lomba, Marcos, Souza, Jones e Jobson

Palmeiras: Marcos Assunção volta de suspensão e é o grande perigo na bola parada. Não é exagero dizer que o volante, hoje, é a principal arma do Palmeiras. De falta, ele fez o único gol da equipe nos últimos quatro jogos. Bahia: o volante Diones não precisou de muito para cair nas graças do técnico René Simões. Depois de alguns jogos fora, ele volta a ser titular do Bahia e, apesar de ter a função de marcação no meio de campo, pode chegar no ataque como homem surpresa.

Henrique (zagueiro do Palmeiras) : “O Bahia joga muito bem fora de casa e tem jogadores muito experientes. Será um jogo bom e disputado, mas vamos jogar em casa e precisamos da vitória. Diante de nossa torcida, temos de dar o máximo ”. Marcelo Lomba (goleiro do Bahia) : “Confio plenamente no pessoal que está entrando. É um time que já tem um entrosamento bom. Vai ser um jogo difícil. O Palmeiras está brigando lá em cima, e o Bahia quer subir".

* Quem venceu mais? Confira o histórico do confronto na Futpédia

* Será a primeira vez em que as equipes se enfrentam no Canindé. Em outros 16 jogos em São Paulo pelo Campeonato Brasileiro, Palmeiras e Bahia jogaram 12 vezes no Palestra Itália, duas no Pacaembu e duas no Morumbi.

* O Bahia nunca venceu no Canindé pelo Campeonato Brasileiro. O time já jogou seis vezes lá, todas contra a Portuguesa, perdendo cinco e empatando só uma.

* O Palmeiras não vence o Bahia há exatos dez anos. Em 2001, pelo Brasileirão, o time fez 2 a 1 jogando no Palestra Itália, gols de Muñoz e Lopes.

Em 14 de setembro de 2002, o Palmeiras perdeu para o Bahia por 2 a 1 dentro de casa e iniciou uma queda que culminou no rebaixamento para a Série B, pior momento da história do clube. Jogando no Palestra Itália, o Tricolor se impôs e fez gols com Gil Baiano e Geraldo, este no fim da partida. O zagueiro Alexandre descontou para o Verdão.            

veja também