MENU

No desembarque, apenas um são-paulino protesta pela eliminação

No desembarque, apenas um são-paulino protesta pela eliminação

Atualizado: Sexta-feira, 13 Maio de 2011 as 4:17

Rodrigo Navarro, único são-paulino em Congonhas (Foto: Sergio Gandolphi / Globoesporte.com)

  Os jogadores do São Paulo deixaram o aeroporto de Congonhas nesta sexta-feira por volta das 11h30, sem nenhum problema. No saguão, apenas um torcedor dedicou a sua manhã para protestar contra o time, após a eliminação nas quartas-de-final da Copa do Brasil, diante do Avaí, em Florianópolis.

Rodrigo Navarro, 32 anos, reclamou só com o presidente Juvenal Juvêncio no desembarque da delegação. A insatisfação era com três jogadores: Jean, Juan e Marlos. Os três saíram calados e foram direto para o ônibus, que estava estacionado na porta.

- Vim aqui, esperando encontrar vários torcedores e cadê a torcida? Torcida de modinha, só sabe ir ao Morumbi na apresentação do Luis Fabiano. Por que ninguém veio aqui hoje? Foi uma vergonha o jogo contra o Avaí. O Juan não sabe cruzar, o Jean não tem o perfil do clube e o Marlos só sabe fazer firula - esbravejou Rodrigo, vestindo roupa social e apenas um gorro do Tricolor.

- Sozinho aqui não dá nem pra xingar direito. Vou ser preso se eu protestar - reclamou.

Nenhum jogador parou para conceder entrevista. Todos foram escoltados pelos seguranças do São Paulo e por outros homens contratados para reforçar a saída até o ônibus. Com os treinos cancelados nos próximos dias, todos só voltam ao CT na segunda-feira, já visando à estreia no Campeonato Brasileiro.

Rhodolfo, Dagoberto e Paulo César Carpegiani não vieram para São Paulo. Os dois primeiros foram de Florianópolis para Curitiba, e o treinador pegou um voo para Porto Alegre, onde será comunicado da sua saída do comando técnico da equipe.      

veja também