MENU

No Paraguai, jornais destacam chance do Cerro Porteño de fazer história

No Paraguai, jornais destacam chance do Cerro Porteño de fazer história

Atualizado: Quarta-feira, 1 Junho de 2011 as 1:39

Jornais paraguaios destacam a chance histórica do

Cerro Porteño (Julyana Travaglia/GE.COM)     Uma equipe motivada e cheia de esperança é como o Cerro Porteño é tratado pela imprensa paraguaia. Os jornais desta quarta-feira, dia em que o time de Leonardo Astrada enfrenta o Santos, às 21h50m (de Brasília), pela segunda semifinal da Taça Libertadores, afirmam que o time tem a chance de, finalmente, fazer história na competição.

- Não vamos deixa-los respirar. Estamos no mesmo clima da torcida, com muita ansiedade para que chegue a hora e vontade de ganhar. Precisamos trabalhar com inteligência a partida - afirmou o meia Ivan Torres ao diário "Popu", de Assunção.

O estádio General Pablo Rojas estará lotado para a partida. Segundo a direção do Cerro Porteño, todos os 25 mil ingressos foram vendidos para a disputa com os santistas. Com o apoio da torcida, o time paraguaio espera conseguir chegar pela primeira vez à final da Taça Libertadores - o time já caiu nas semifinais nas edições de 1973, 1978, 1993, 1998, 1999.

- Queremos entrar para a história do clube e para isso não há outro caminho que não seja a vitória. Temos um plantel excelente e se as coisas saírem como esperamos, temos a chance de vencer. Necessitamos do apoio total da torcida, do começo ao fim - disse, entusiasmado, o goleiro Diego Barreto, em uma convocação direcionada ao torcedor no jornal "Cronica".

A torcida cerrista tem procurado, a sua maneira, ajudar o time mesmo antes de a bola rolar. Na madrugada desta quarta-feira, por volta das 2h30m (de Brasília). Os fãs do time paraguaio organizaram um foguetório em frente ao hotel santista por mais de 15 minutos. Neymar, um dos que viu a ação dos torcedores rivais, fez graça da situação.

Para conseguir o feito histórico, o Cerro Porteño precisa vencer o Santos por dois gols de diferença. O 1 a 0 para os paraguaios, mesmo placar que o Peixe fez semana passada no Pacaembu, leva a decisão para os pênaltis.      

veja também