MENU

No período difícil para Mari, Suelle se superou para ganhar espaço no Rio

No período difícil para Mari, Suelle se superou para ganhar espaço no Rio

Atualizado: Sexta-feira, 18 Fevereiro de 2011 as 10:27

Durante os cinco meses que Mari passou se recuperando de uma cirurgia no joelho direito, Suelle disse "presente". A oportunidade de virar titular logo em sua primeira temporada defendendo o Rio de Janeiro se deu exatamente num momento de tristeza para aquela que sempre foi um espelho para a jovem ponteira. Aos 23 anos, ela assumiu a vaga da campeã olímpica, ganhou a confiança do técnico Bernardinho, das companheiras de equipe e o elogio da jogadora que admira.

- A Mari é uma grande jogadora de seleção, com muitos anos de carreira e experiência. Tive essa oportunidade exatamente num momento difícil para ela. A gente treina para estar e dar 100% e todo mundo quer ter uma chance dessa, numa grande equipe. Tive que entrar e assumir esse pepino. O time me deu muita força e agora estou mais tranquila. Uma está torcendo pela outra pra ajudar a equipe a vencer - disse Suelle.     Na quinta-feira, Mari vestiu o uniforme. Comemorava o fato de estar no banco de reservas e não mais na sentada na arquibancada. Não foi para o jogo contra o Minas, mas espera matar a fome de bola nas próximas rodadas. Quer mesmo ser a Mari de sempre nos playoffs da Superliga.

- Acho a situação dela tão difícil quanto a minha. Ela sempre foi uma jogadora de nível muito bom, só que não tinha tido essa responsabilidade de carregar um time que pode chegar a uma final e ser campeão, assumindo o lugar de uma jogadora de seleção. Essa responsabilidade costuma ser minha. E além disso teve de ouvir comparações que "Mari faria assim ou assado". Não é fácil. Quero que ela siga jogando bem e não mal para eu entrar. Eu vou melhorar para ajudar também. Quanto mais pessoas estiverem bem, mais o Bernardo vai ter opções e a equipe crescer - afirmou Mari.    

veja também