MENU

No primeiro jogo da final do Goiano, Atlético-GO e Goiás ficam no 1 a 1

No primeiro jogo da final do Goiano, Atlético-GO e Goiás ficam no 1 a 1

Atualizado: Segunda-feira, 9 Maio de 2011 as 8:14

 No primeiro jogo da decisão do Campeonato Goiano, Atlético-GO e Goiás empataram em 1 a 1 neste domingo, no Serra Dourada (assista aos gols) . Com este resultado, no próximo domingo, às 16h, não há vantagem para qualquer um dos lados. Pior para o Goiás, que terminou a partida com dois jogadores a mais - expulsos no segundo tempo, Pituca e Agenor estão fora da finalíssima.

Antes do jogo, torcedores mirins do Goiás entraram em campo pedindo o fim da violência no futebol goiano.  Também houve um minuto de silêncio em homenagem ao torcedor do Goiás morto em briga de torcedores depois da semifinal de domingo passado, contra o Vila Nova. O jogo do último fim de semana foi marcado por uma briga generalizada entre jogadores .

Quando a bola rolou, o que se viu foi um jogo morno, sem grandes jogadas. Os lances de maior perigo surgiam em erros de lado a lado. Foi assim no primeiro gol do clássico, aos 20 da etapa inicial. Em cobrança de escanteio, a defesa do Atlético-GO bobeou e a bola sobrou limpa para Rafael Tolói, próximo à linha da pequena área. O zagueiro só teve o trabalho de completar para a rede. Foi o sexto gol do jogador no Campeonato Goiano.

Aos 32, novo perigo em falha da zaga rubro-negra. Em cobrança de falta de Oziel, Agenor desviou para o próprio gol. A bola só não entrou porque o goleiro Márcio fez uma defesa espetacular, salvando em cima da linha.

Pouco depois, foi Márcio quem quase entregou o gol ao rival. Depois de cruzamento na área, o goleiro foi correndo até a linha lateral atrás da bola para pegar o rebote. Marcão, do Goiás, chegou antes e driblou o goleiro. Para sorte de Márcio, Marcão tentou cruzar e jogou em cima de um zagueiro.

Aos 37, o erro foi de Pedro Henrique, goleiro do Goiás. O camisa 1 foi tentar afastar o perigo e chutou a bola em cima do atacante Marcão. A bola bateu no braço do jogador do Atlético-GO, mas sem intenção. Com o goleiro batido, Marcão teve frieza para concluir, mesmo um pouco sem ângulo: 1 a 1.

Clássico goiano no Serra Dourada foi marcado pela disputa intensa (Foto: Agência Estado)

  No segundo tempo, o jogo esfriou e as chances foram ainda menores. Os dois times pareciam preocupados em não entrar em desvantagem no próximo domingo.

Até que Agenor recebeu cartão vermelho por falta dura em Felipe Amorim, aos 30. Pauco César Gusmão reclamou com a arbitragem e também foi expulso. O técnico do Atlético-GO só saiu de campo depois que o juiz chamou policiamento. Logo depois, Pituca também foi expulso por falta em Felipe Amorim.

Com dois a mais, o Goiás sentiu o bom momento e  avançou. Foram duas chances claras: aos 40, Felipe Amorim mandou uma bomba na trave; aos 45, Carlos Alberto cabeceou com perigo e Márcio salvou. Alívio para os atleticanos, decepção para os esmeraldinos.        

veja também