MENU

Novata aos 32, Carina celebra chance na seleção: 'Mais feliz do que todas'

Novata aos 32, Carina celebra chance na seleção: 'Mais feliz do que todas'

Atualizado: Sexta-feira, 10 Junho de 2011 as 12:06

Aos 32 anos, Carina é a novidade da seleção

(Foto: Divulgação)

  Carina Felippus já não é nenhuma menina. Aos 32 anos, a pivô de Americana tem um currículo extenso, com passagens pelo basquete americano e por diversas equipes brasileiras. No último dia 23, porém, sorriu como uma novata. Na primeira lista de Ênio Vecchi à frente da seleção, viu seu nome entre as convocadas com surpresa. Afinal, é a sua primeira chance no grupo.

- Eu disse para as meninas que eu fiquei mais feliz do que todo mundo. Por ser a primeira vez, eu dou ainda mais valor. Antes tarde do que nunca, né? – disse a jogadora, que está em São Caetano do Sul, no ABC Paulista, para os primeiros treinos da seleção.

Esquecida pelos outros técnicos, Carina afirma que não guarda mágoas. Diz que, cada vez que uma convocação se aproximava, renovava a esperança de ser chamada. Agora que a oportunidade chegou, espera aproveitar.

- Nunca guardei mágoa, mas sempre tive esperança. A convocação é resultado de um campeonato muito bom na última LBF. Mas é uma responsabilidade muito grande. E estou grata pela oportunidade.

A estreia tardia com a camisa do Brasil, segundo Carina, não gera nenhum tipo pressão. Como uma novata, a jogadora quer aprender tudo o que puder durante o período que estiver no grupo.

- A gente sempre aprende. São técnicos diferentes, situações diferentes. Então, tenho muito a aprender por aqui.

A jogadora elogia seu primeiro grupo na seleção. Lembra que, ao longo da carreira, já jogou ao lado ou contra várias das companheiras. Ainda assim, Carina diz que sabe que a disputa por posições vai ser intensa.

- Vai ser uma briga. Esse é um grupo onde todo mundo se conhece de outras competições. Mas vai ser uma disputa saudável. Ainda vão ser integradas as meninas que jogam na WNBA (Érika e Iziane), é um grupo bem heterogêneo.

Na próxima segunda-feira, a seleção deixa São Caetano e parte para a China, onde vai disputar dois torneios amistosos, contra as donas da casa, Austrália e Nova Zelândia. Depois, o grupo volta ao Brasil e terá algumas semanas de descanso até a nova convocação, no dia 17 de julho, já para o Pré-Olímpico.          

veja também