MENU

Novelletto pede antecipação da janela de transferências e quebra de barreira

Novelletto pede antecipação da janela de transferências e quebra de barreira

Atualizado: Terça-feira, 24 Maio de 2011 as 2:49

Francisco Novelletto, presidente da FGF (Foto: Eduardo Cecconi / Globoesporte.com)

  Após reunir-se com representantes do Inter e do Grêmio, o presidente da Federação Gaúcha de Futebol (FGF), Francisco Novelletto, enviou à CBF duas sugestões por e-mail: antecipar a janela de transferências do meio da temporada, e extinguir a limitação de três estrangeiros por equipe no caso de jogadores sul-americanos.

Ao Grêmio interessa adiantar a abertura da janela, para poder escalar o quanto antes os recém contratados Miralles e Gilberto Silva, respectivamente egressos do Colo Colo e do Panathinaikos - ele conta ainda com a adesão de outros clubes na mesma situação, como o Corinthians.

Novelletto sugeriu a Ricardo Teixeira, presidente da CBF, a antecipação do dia 1º de agosto para 1º de junho. O dirigente gaúcho reforçará as reivindicações em reunião na próxima semana.

- Vou me reunir com o Ricardo Teixeira na semana que vem. Mas mandei um e-mail ontem (segunda) à noite, porque tive uma reunião com os nossos clubes que pedem a antecipação da janela, e passei ao presidente qual a dificuldade - explicou, por telefone, ao GLOBOESPORTE.COM.

Segundo Novelletto, a CBF tem autonomia para realizar a mudança, mas a aplicação teria de acontecer apenas no ano seguinte. A ideia do presidente da FGF é tornar definitiva a janela em junho a partir de 2012, e neste ano abrir uma exceção, como aconteceu em 2010 - com uma antecipação de apenas duas semanas à época:

- Eu disse para o Ricardo Teixeira: 'minha sugestão é que o senhor reveja a situação da janela em agosto, porque daí abre lá na 15ª rodada e já não adianta mais o gasto em contratações para muitos clubes fora da disputa'. Minha sugestão é que abra em 1º de junho, e se encerre dia 30 de junho, definitivamente. Se a lei diz que isso só pode acontecer ano que vem,  que se abra uma exceção neste ano e torne definitivo a partir do ano que vem.

Já ao Inter há grande interesse na quebra de barreira à contratação de jogadores sul-americanos. Hoje, a CBF só autoriza a assinatura de três estrangeiros por equipe nas súmulas dos jogos. Isso leva o técnico Paulo Roberto Falcão a sequer convocar o centroavante argentino Cavenaghi para as concentrações, porque são titulares os também argentinos Guiñazu, D'Alessandro e Bolatti.

- Também levei outra pauta importante, que é liberar a contratação de jogadores nascidos na América do Sul. Na Europa já se quebrou essa barreira para os jogadores comunitários, aqui há esse tipo de relação com diversos produtos comerciais, por que não quebrar a barreira para os jogadores também? Isso iria oxigenar o nosso futebol, que todos os anos perde mil jogadores para o exterior - concluiu.          

veja também