MENU

Noventa dias após fratura, Triguinho é liberado para exercícios

Noventa dias após fratura, Triguinho é liberado para exercícios

Atualizado: Quinta-feira, 3 Fevereiro de 2011 as 4:13

Noventa dias depois de sofrer uma grave fratura na perna esquerda, o lateral-esquerdo Triguinho foi liberado pelos médicos do Coritiba para treinamentos físicos de campo.

O jogador se lesionou no dia 2 de novembro do ano passado, ao recebeu uma entrada do goleiro Fernando do Bahia, em jogo pela Série B do Brasileiro. O choque resultou e dupla fratura, dos ossos tíbia e fíbula da perna esquerda. Ele deixou o gramado de ambulância e passou por uma cirurgia em um hospital de Salvador.

Segundo o médico Braúlio Moreira, que acompanhou o jogador, a recuperação teve várias fases, algumas bastante difíceis. "Como todos os jogadores que têm algum tipo de lesão, o Triguinho passou por várias fases diferentes. A primeira situação foi se desesperar com a carreira, pensando se voltaria a jogar. Mas eu me lembro que naquele momento procurei passar, além da assistência médica, muita tranquilidade, falando que ele ia voltar a jogar, que ia dar tudo certo", conta.

De acordo com Moreira, a recuperação está dentro dos prazos previstos pelos médicos.

"O resultado é muito satisfatório dentro do que era previsto. Ele mesmo está muito feliz com isso, porque vê cada vez mais próximo o seu retorno", declara.

Apesar do longo de tempo de inatividade, Triguinho teve seu contrato renovado pelo Coritiba, no final do ano passado, e acompanhou o time nos treinos de pré-temporada, realizados em Foz do Iguaçu, quando começou a se exercitar em piscina.

"Após a cirurgia houve a fase de reabilitação e o próprio Triguinho ajudou bastante, às vezes até querendo fazer mais do que poderia e tivemos que controlar. Agora ele já faz todos os movimentos novamente e vive a expectativa de voltar a treinar com bola e jogar", explicar o médico.

O retorno do lateral aos treinamentos com bola ainda deve demorar em torno de um mês, de acordo com o site oficial do clube. Serão duas semanas de recuperação física e outras duas para ele ser finalmente liberado para os jogos.

veja também