MENU

Obina afirma que vitória sobre o Fla

Obina afirma que vitória sobre o Fla

Atualizado: Terça-feira, 24 Agosto de 2010 as 9:41

A situação do Atlético-MG no Campeonato Brasileiro é péssima. O time ocupa a 18ª colocação na tabela, tem a pior campanha como visitante e é dono da defesa mais vazada entre os 20 participantes. Para o atacante Obina, que disputou apenas quatro jogos na competição e fez um gol, a próxima partida, contra o Flamengo, nesta quinta-feira, às 21h (de Brasília), no Maracanã, é fundamental para a reabilitação da equipe.

- Nossa situação está muito complicada, todo mundo sabe. Tem que haver comprometimento de todos. Saber que o momento não é fácil. Quanto mais tempo a gente ficar ali (no Z-4), vai ficando mais difícil. Eu acho que agora é hora de procurar vencer uma grande equipe, que é o Flamengo, fora de casa. Se a gente for lá com personalidade, tenho certeza de que podemos sair de campo com a vitória. Nada melhor do que um jogo como esse para mudar a situação.

Obina concorda que o Atlético-MG montou um grande time para a temporada, mas afirmou que o que vale mesmo são os resultados em campo.

- Eu vejo os torcedores falando comigo que no papel o time é excelente. Mas no papel não vale nada. A gente tem que chegar dentro de campo, se impor e mostrar nossa qualidade. Claro que nosso pensamento é esse, a gente está se esforçando ao máximo. É preferível a gente jogar mal e ganhar de 1 a 0. É o que está acontecendo nos outros times contra a gente.

O atacante disse que a responsabilidade de tirar o time da situação em que se encontra é dos próprios jogadores.

- Quando os resultados não chegam, falam em crise e que nosso time só é bom no papel. A gente tem que saber lidar com essas críticas. Nosso time tem qualidade, então a gente tem que vencer e sair logo desta situação.

Obina ficou quatro meses em tratamento de uma contusão no tornozelo esquerdo. O atacante afirmou que ainda não tem condições de jogar por 90 minutos, mas garante que empenho não faltará.

- É difícil falar que estou pronto. Estou voltando ainda. Tem um bom tempo que venho fazendo coletivos e trabalhos físicos. Estou pronto para ajudar, para me doar ao máximo em campo, mas dizer que vou aguentar os 90 minutos é difícil.

veja também