MENU

Odesur ordena retirada de medalhas de atletas do Peru e Bolívia por doping

Odesur ordena retirada de medalhas de atletas do Peru e Bolívia por doping

Atualizado: Segunda-feira, 29 Março de 2010 as 12

A Organização Desportiva Sul-Americana (Odesur) decidiu neste sábado punir a peruana Karina Villazana e a boliviana Ana Sánchez com a retirada das medalhas que conquistaram nos Jogos Sul-Americanos de Medellín. Villazana, que ganhou o ouro nos 10.000m e a prata nos 5.000m, testou positivo para o uso de cocaína. Já no exame antidoping de Sánchez, medalha de bronze no revezamento 4x400m, foi apontada a presença de nandrolona.   

- O Comitê Executivo da Odesur decidiu hoje punir (ambas as atletas) com exclusão dos Jogos  e, consequentemente, com a retirada de suas medalhas - diz o comunicado.

Com a eliminação de Karina, a medalha de ouro passa para a também peruana Iony Ninahuaman, a prata para Aura María Rojas, da Colômbia, e o bronze para Ana Brandão, do Brasil. A prata nos 5.000m foi herdada por Aura María Rojas, seguida por Charo Qunito, do Peru. Já com a desclassificação da equipe boliviana do 4x400m, a medalha de bronze foi passada para a Argentina.

Estes são os primeiros casos de doping confirmados pela Odesur na competição, que teve início no dia 17 de março e terminará na próxima terça-feira.

veja também